Processo de impeachment

Manual de professor de psicologia dá dicas para discutir política sem briga

Fernando Notari

Do UOL, em São Paulo

O conflito político tem tomado conta das conversas dos brasileiros por todo o país, e a aproximação de momentos decisivos, como a votação na Câmara dos Deputados do processo de impeachment contra Dilma Rousseff no domingo (17), parece elevar os extremismos.

Mas há como levar um debate sobre o assunto em bom tom, diz Denigés Neto, professor de psicologia e mestre pelo programa de Psicologia Experimental: Análise do Comportamento, da PUC-SP (Pontifícia Universidade Católica - São Paulo). Ele elaborou um "manual da paz política", com 11 dicas para os que querem conversar em vez de brigar –ou só fugir dos confrontos.

Neto ressalta que "a dúvida ou o meio termo" são posições legítimas, apesar da polarização, e aconselha que se evite iniciar discussões quando já estiver nervoso. Também diz que trazemos do futebol os parâmetros para os debates sobre política, e isso é prejudicial. "Quando sentir que está discutindo política como se fosse futebol, é a hora de esfriar a cabeça." 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos