Operação Lava Jato

De mentiroso a excepcional: as críticas e elogios de Lula a Palocci

Do UOL, em São Paulo

  • Eraldo Peres/AP Photo

    Ex-presidente Lula e o então ministro da Fazenda, Antonio Palocci, em foto de 2005

    Ex-presidente Lula e o então ministro da Fazenda, Antonio Palocci, em foto de 2005

"Simulador", "frio" e "calculista", mas também "amigo", com "carreira brilhante" e um "quadro político excepcional".

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva alternou críticas e elogios ao ex-ministro Antonio Palocci em seu interrogatório ao juiz Sergio Moro, em Curitiba, nesta quarta-feira (13).

No último dia 6, Palocci também esteve frente a Moro e afirmou que o ex-presidente deu seu aval a um "pacto de sangue" entre o PT e a Odebrecht que teria sido criado na transição entre o governo de Lula e da ex-presidente Dilma Rousseff, também do PT, no fim de 2010.

Segundo Palocci, a Odebrecht ofereceu um "pacote de propinas" que incluía R$ 300 milhões para o PT e Lula. Palocci afirmou também que agiu com Lula para barrar investigações da Operação Lava Jato.

Lula foi questionado sobre as acusações e as negou, além de fazer ataques a Palocci dizendo, entre outras coisas, que ele mentiu. As críticas de Lula, porém, foram intercaladas por demonstrações de respeito e até mesmo afeto.

Confira algumas das frases ditas pelo ex-presidente.

"Político excepcional" e "carreira brilhante"

Apesar das críticas e de dizer que Palocci mentiu, Lula negou sentir raiva. Ele elogiou a carreira do ex-ministro, dizendo que ele é um "quadro político excepcional".

Eu não tenho raiva do Palocci, eu tenho pena dele. Porque o Palocci é um quadro político excepcional da qual esse país não tem muitos

Fico pensando como está a mãe dele, que é militante e fundadora do PT. Não tenho raiva do Palocci, tenho pena de ter terminado uma carreira tão brilhante da forma como ele terminou

O Palocci era uma figura política respeitada nesse país. Possivelmente, ele era o ministro da Fazenda que mais estabeleceu relação de amizade com o empresariado brasileiro

"Brasil deve ao Palocci"

Em alguns momentos, Lula se referiu a sua relação com Palocci no passado. Em um deles, Lula ressaltou que acredita que o Brasil tem uma dívida com o ex-ministro.

Eu lamento, porque eu sou um cara que gostei muito do Palocci, tive boa relação com o Palocci, acho o que Brasil deve ao Palocci, sabe? Mas, lamentavelmente, o Palocci se prestou a um serviço pequeno, porque inventar inverdades para tentar criminalizar uma pessoa que ele sabe que não cometeu os crimes que ele alegou é muito desagradável

Profunda amizade

Ao responder para Moro sobre outra acusação de Palocci, de que a Odebrecht teria uma "conta-corrente informal" para beneficiar o ex-presidente, Lula falou de sua amizade com o ex-ministro, dizendo que ele "prestou um grande serviço ao país".

Eu tenho uma profunda amizade com o Palocci há mais de 30 anos, não é uma coisa de um dia, sabe? O Palocci foi meu ministro da Fazenda e prestou um grande serviço a esse país

Perguntado por Moro se o ex-presidente manteve relação próxima com Palocci após seu mandato, Lula disse que gosta do ex-ministro.

Eu mantive relação, eu gosto do Palocci

"Simulador", "calculista e frio"

Na sequência da resposta, porém, Lula afirmou que Palocci mentiu, e o chamou de "simulador", "frio" e "calculista".

Eu conheço o Palocci bem. O Palocci, se não fosse um ser humano, ele seria um simulador

Ele é tão esperto que ele é capaz de simular uma mentira mais verdadeira que a verdade. Palocci é médico, é calculista, é frio

"Desfaçatez"

Ao negar que o encontro que teve com a ex-presidente Dilma Rousseff e o ex-presidente da Odebrecht, Emilio Odebrecht, em 30 de dezembro de 2010, foi para tratar de valores escusos e de uma relação de interesses entre o PT e a empreiteira, Lula acusou Palocci de "desfaçatez".

A desfaçatez do companheiro Palocci foi de tal magnitude que ele inventou uma história como o Emílio foi lá, foi discutir um fundo que tinha sido criado e foi discutir a manutenção desse fundo, a manutenção da relação dele com a Dilma

Palocci rebate acusações

Após o depoimento do ex-presidente Lula, Antonio Palocci, por meio de seu advogado, respondeu às acusações sobre ter mentido em seu depoimento e ser "calculista e frio".

"Enquanto o Palocci mantinha o silêncio, ele era inteligente e virtuoso. Depois que resolveu falar a verdade, passou a ser tido como calculista e dissimulado. Dissimulado é ele, que nega tudo o que lhe contraria e teve a pachorra de dizer que se encontrava raramente com o Palocci a cada 8 meses", escreveu a defesa de Palocci em comunicado.

Entenda o caso

Tanto Palocci quanto Lula são réus com mais cinco pessoas – que inclui o ex-presidente da Odebrecht, Marcelo Odebrecht – em um processo da Lava Jato sobre um esquema de corrupção envolvendo oito contratos entre a empreiteira e a Petrobras.

O Ministério Público acusa as partes de terem desviado cerca de R$ 75 milhões e teriam beneficiado o ex-presidente e o PT. Parte deste valor seria, supostamente, destinado à compra de um terreno em São Paulo para o Instituto Lula. A entidade nunca funcionou no local.

Para a Lava Jato, Palocci seria um intermediário na negociação e recepção da suposta propina a Lula. O ex-ministro é acusado de cometer os crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

Palocci cumpre prisão preventiva desde setembro de 2016 por ordem de Moro. Ele está detido no Paraná e estaria negociando há meses um acordo de delação premiada com a MPF (Ministério Público Federal). Em junho, o ex-ministro foi condenado por Moro em outro processo da Lava Jato a 12 anos, dois meses e 20 dias de prisão em regime fechado.

Lula chama Palocci de "simulador, calculista e frio"

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos