Topo

Governador da BA não irá a abertura de aeroporto por atritos com Bolsonaro

Guilherme Mazieiro

Do UOL, em Brasília

22/07/2019 15h26

O governador da Bahia, Rui Costa (PT), cancelou participação amanhã na inauguração do novo aeroporto de Vitória da Conquista (BA), da qual participará o presidente Jair Bolsonaro (PSL).

A decisão acontece se dá por três fatores: as declarações de Bolsonaro consideradas ofensivas por governadores nordestinos na semana passada, a disputa pela "paternidade" da obra e o convite a "bolsonaristas", por parte do Planalto, para o evento.

Esta será a segunda viagem de Bolsonaro ao Nordeste desde que tomou posse.

'Governadores de Paraíba'

Bolsonaro: Dos governadores de 'paraíba', pior é o do MA

UOL Notícias

Agendada para amanhã, a inauguração se dará quatro dias depois de o presidente da República ter sido gravado se referindo aos chefes dos estados nordestinos como "governadores de paraíba".

"Convidei o Governo Federal a se fazer presente no ato de inauguração, nesta grande festa. Infelizmente, confundiram a boa educação com covardia, e desde então, temos presenciado agressões ao povo do Nordeste e ao povo da Bahia", disse Rui Costa em vídeo divulgado pela assessoria de comunicação do Estado da Bahia.

Depois da repercussão, Bolsonaro disse que a crítica era a governadores, e não ao povo nordestino e afirmou que "o pessoal sempre fala Nordeste como se fosse um outro país. Nordeste, Norte, Centro-Oeste, Sudeste, Sul é tudo um país só. Estamos indo sim, sem problema nenhum".

Paternidade

Em vídeo divulgado hoje, ao cancelar ida ao evento, Rui Costa exaltou a atuação do ex-governador Jaques Wagner (PT), que iniciou a obra.

O governo federal afirma que dos R$ 106 milhões investidos na obra, R$ 75 foram repassados pelo governo federal.

"Parte do recurso é estadual, parte é federal, mas não interessa, o dinheiro é do povo. Não é dinheiro meu, nem do governador Rui Costa. O dinheiro é de você que paga imposto, e ponto final. E nós vamos inaugurar, e o governador está convidado, vai comparecer, vai fazer uso da palavra se quiser, também eu falarei", disse Bolsonaro na semana passada.

Festa de quem

Mas o governador da Bahia afirmou também que o governo federal planejava "fazer uma inauguração restrita a poucas pessoas, escolhidas a dedo como se fosse uma convenção político-partidária".

"Não posso concordar com isso. Por isso, não vou comparecer à inauguração do aeroporto que o povo da Bahia construiu, que o Governo do Estado construiu", afirmou o governador petista.

Parlamentares de esquerda aliados ao governador sugeriram que ele não compareça ao ato e argumentam que, na semana passada, Costa já inaugurou informalmente o terminal durante uma visita informal.

!-- inicio: modflash -->

Política