PUBLICIDADE
Topo

Política

Conteúdo publicado há
15 dias

Doria diz que parque do Rio Pinheiros será batizado em homenagem a Covas

O nome do parque do Rio Pinheiros será uma homenagem a Bruno Covas, prefeito de São Paulo, que morreu ontem - Zimel Press
O nome do parque do Rio Pinheiros será uma homenagem a Bruno Covas, prefeito de São Paulo, que morreu ontem Imagem: Zimel Press

Do UOL, em São Paulo*

17/05/2021 12h34Atualizada em 17/05/2021 13h25

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou hoje que o parque linear às margens do Rio Pinheiros será batizado de "Parque Linear Bruno Covas", em homenagem ao prefeito da cidade de São Paulo. Covas morreu ontem "em decorrência de um câncer da transição esôfago gástrica, com metástase ao diagnóstico, e suas complicações após longo período de tratamento", segundo um comunicado do hospital Sírio-Libanês, onde o político estava internado.

Doria comunicou a informação hoje em seu Twitter e destacou que a nomeação é uma "homenagem merecida" a Covas que sempre se "dedicou a cuidar da população de São Paulo".

O futuro parque linear que está sendo implementado às margens do Rio Pinheiros levará o nome de Parque Linear Bruno Covas. Homenagem merecida a quem se dedicou a cuidar da população de São Paulo e trabalhar pela transformação da capital em uma cidade mais atrativa e sustentável."
João Doria, governador de São Paulo

Segundo o site do Governo de São Paulo, a criação do parque linear às margens do Rio Pinheiros tem o objetivo de "aproximar a população deste rio, que é símbolo da cidade de São Paulo".

Através de um consórcio, nomeado como "Parque Novo Rio Pinheiros", empresas irão investir aproximadamente R$ 30 milhões — ao longo dos próximos cinco anos — para criar e fazer a manutenção de pista de caminhada, cafés, ciclovia e banheiros do parque, além de construir acessos para que o público possa usufruir do local.

Ainda de acordo com o governo, as atividades do parque serão gratuitas e a previsão do término da obra será em fevereiro de 2022.

'Exemplo', diz Doria sobre Covas

Ontem, o governador do estado já havia lamentado a morte do amigo e colega de partido. Doria declarou que Covas era um "exemplo" e agradeceu ao tucano por "ter compartilhado, com todos nós, tanto carinho e dedicação".

"Bruno Covas era sensível, sereno, correto, racional, pragmático e ponderado. Voz sensata, sorriso largo e bom coração. Bruno Covas era esperança. E a esperança não morre: ela segue, com fé, nas lições que ele nos ofereceu em sua vida. Muito obrigado, Bruno. Você foi e continuará sendo para todos nós, um eterno exemplo."

Também ontem, Doria revelou que Covas pediu aos médicos para não usar máquinas em seu tratamento e ele poder "seguir seu destino naturalmente".

"Ele [Covas] disse, em especial ao médico David Uip, que foi médico do seu avô: quero seguir o meu destino, não quero máquinas, não quero superficialidade, não quero nada além da minha existência e do período que eu tenho que cumprir", declarou Doria ontem ao sair do velório de Covas, na prefeitura da capital paulista.

No dia 10 de maio, Doria visitou Covas no hospital e declarou a admiração pelo amigo. "Exemplo de força, determinação e superação. A cada dia te admiro mais."

*Com informações de Gilvan Marques, Leonardo Martins, Lucas Borges Teixeira e Gabriela Varella, do UOL e colaboração para o UOL, em São Paulo

Política