PUBLICIDADE
Topo

Política

Conteúdo publicado há
1 mês

Lira sobre flexibilizar Lei de Improbidade: redes sociais não nos pautarão

Presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), comentou a flexibilização da Lei de Improbidade Administrativa - Pablo Valadares/Câmara dos Deputados
Presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), comentou a flexibilização da Lei de Improbidade Administrativa Imagem: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados

Colaboração para o UOL*

16/06/2021 21h18

O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), usou o Twitter para comentar a aprovação da Lei de Improbidade Administrativa. O deputado disse que não vão se pautar "por versões das redes sociais".

"Todos os líderes trabalharam com argumentos e respeito", escreveu e complementou: "aqui nós promovemos os debates, discutimos e votamos".

Hoje, a Câmara decidiu flexibilizar a Lei de Improbidade Administrativa com um placar de 408 votos a favor e 67 contra. Os deputados vão, agora, discutir emendas para o texto final.

A principal mudança é a limitação das possibilidades de punição a agentes públicos. Assim, esses só poderão sofrer sanções em casos nos quais fica comprovada a intenção de cometer a ilegalidade.

A justificativa usada pelos deputados foi de "proteger bons gestores". Para o relator, deputado Carlos Zarattini (PT-SP), a mudança vai oferecer condições para que os administradores exerçam suas funções sem receios. Isso porque, para ele, a lei atual permite punir tudo.

* Com Estadão Conteúdo e Agência Câmara

Política