PUBLICIDADE
Topo

Política

Conteúdo publicado há
1 mês

Bolsonaro concede medalha de mérito a Lira, Braga Netto e Michelle

Presidente Jair Bolsonaro (sem partido) concede medalha de mérito ao presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL) - Ueslei Marcelino/Reuters
Presidente Jair Bolsonaro (sem partido) concede medalha de mérito ao presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL) Imagem: Ueslei Marcelino/Reuters

Do UOL, em São Paulo*

28/07/2021 11h11Atualizada em 28/07/2021 19h46

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) concedeu hoje a Medalha do Mérito Oswaldo Cruz a ministros, aliados e também para a primeira-dama, Michelle Bolsonaro. A medalha se destina a pessoas que tenham se destacado "de forma notável ou relevante", e contribuído para o bem-estar físico e mental da coletividade brasileira.

A informação foi publicada hoje no DOU (Diário Oficial da União). Entre os aliados, estão o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), responsável por decidir sobre o arquivamento ou a sequência de pedidos de impeachment contra Bolsonaro, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), e o general Joaquim Silva e Luna, presidente da Petrobras, indicado ao cargo por Bolsonaro.

A lista inclui 12 ministros, como Paulo Guedes, da Economia, Fabio Faria, ministro das Comunicações, e Milton Ribeiro, da Educação. Bolsonaro também concedeu a medalha ao ministro Walter Braga Netto, que, segundo reportagem de O Estado de S.Paulo, ameaçou as eleições de 2022 caso o voto impresso não seja aprovado.

Não há nenhuma explicação sobre quais feitos teriam justificado a entrega da medalha à lista de autoridades escolhidas por Bolsonaro. Nenhum médico ou cientista com atuação na linha de frente no combate à pandemia de covid-19, por exemplo, foi lembrado na lista. A concessão da medalha é feita por decreto do Poder Executivo, mediante proposta do Ministério da Saúde.

Um recém-chegado ao governo foi escolhido para receber a distinção. Trata-se do general da reserva Ridauto Lúcio Fernandes que, no último dia 7, assumiu a Diretoria de Logística do Ministério da Saúde. Ele substitui Roberto Ferreira Dias, que deixou o posto após ser acusado de pedir propina para assinar contrato de compra da vacina AstraZeneca.

Outros membros do governo também estão entre os "medalhistas". Um deles é o chefe do gabinete pessoal da Presidência, Célio Faria Júnior, considerado "braço direito" de Bolsonaro.

O embaixador Fabio Mendes Marzano, indicado na ocasião por Bolsonaro para ocupar a posição de delegado permanente do Brasil nas Nações Unidas, em Genebra, também receberá a Medalha de Mérito Oswaldo Cruz. Ele é homem de confiança do ex-chanceler Ernesto Araújo.

O presidente Bolsonaro também decidiu condecorar com a Ordem do Mérito Médico o cirurgião gástrico Antônio Luiz de Macedo, seu médico particular, que o acompanha desde o episódio da facada, em 2018.

A premiação divide-se em três categorias: ouro (11), prata (1) e bronze (4). Veja a lista completa:

Categoria ouro

  • Arthur César Pereira de Lira, presidente da Câmara Dos Deputados
  • Carlos Alberto Franco França, ministro de Estado das Relações Exteriores
  • Célio Faria Júnior, chefe do Gabinete Pessoal do Presidente da República
  • Fabio Mendes Marzano, secretário de Assuntos de Soberania Nacional e Cidadania do Ministério das Relações Exteriores
  • Fábio Salustino Mesquita de Faria, ministro de Estado das Comunicações
  • Flávia Carolina Péres, ministra de Estado Chefe da Secretaria de Governo da Presidência da República
  • Gilson Machado Guimarães Neto, ministro de Estado do Turismo
  • João Inácio Ribeiro Roma Neto, ministro de Estado da Cidadania
  • Joaquim Silva e Luna, presidente da Petrobras
  • Luiz Eduardo Ramos Baptista Pereira, ministro de Estado Chefe da Casa Civil da Presidência da República
  • Michelle de Paula Firmo Reinaldo Bolsonaro, primeira-dama do Brasil
  • Milton Ribeiro, ministro de Estado da Educação
  • Paulo Roberto Nunes Guedes, ministro de Estado da Economia
  • Ridauto Lucio Fernandes, diretor do Departamento de Logística em Saúde da Secretária-executiva do Ministério da Saúde
  • Rodrigo Otavio Soares Pacheco, presidente do Senado Federal
  • Rogério Simonetti Marinho, ministro de Estado do Desenvolvimento Regional
  • Tarcisio Gomes de Freitas, Ministro De Estado da Infraestrutura
  • Tereza Cristina Corrêa da Costa Dias, ministra de Estado da Agricultura, Pecuária e Abastecimento
  • Walter Souza Braga Netto, ministro de Estado da Defesa

Categoria prata

  • Marylene Rocha de Souza, chefe da Assessoria de Cerimonial e Eventos do Gabinete do ministro de Estado da Saúde

Categoria bronze

  • Adriana Sayuri Hirota, fisioterapeuta do Hospital das Clínicas em São Paulo
  • Daniela Aparecida Morais, presidente do departamento de enfermagem da Associação Brasileira de Medicina de Emergência - Abramede - Regional Minas Gerais e docente do Centro Universitário UNI-BH e no Samu/BH
  • Gustavo Leipnitz Ene, secretário de desenvolvimento da infraestrutura da Secretaria Especial de Produtividade, Emprego e Competitividade do Ministério da Economia
  • Paulo Marcos Castro Rodopiano de Oliveira, chefe de Gabinete da Secretaria-executiva do Ministério da Saúde

*Com Estadão Conteúdo

Política