PUBLICIDADE
Topo

Política

Conteúdo publicado há
1 mês

Bolsonaristas vão às ruas nas 26 capitais e DF em atos antidemocráticos

Abinoan Santiago*

Colaboração para o UOL, em Florianópolis

07/09/2021 19h14Atualizada em 07/09/2021 22h49

Imagens compartilhadas por apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) mostram atos antidemocráticos nas ruas das 26 capitais e no Distrito Federal. As manifestações marcaram hoje as comemorações de 199 anos da Independência do Brasil, com pedidos de fechamento do STF (Supremo Tribunal Federal) e intervenção militar.

Os atos começaram por Brasília, logo nas primeiras horas do amanhecer. O presidente Jair Bolsonaro chegou a discursar para a multidão que se aglomerava na Esplanada dos Ministérios.

Com faixas em outros idiomas, os manifestantes pediram a destituição de ministros do STF, intervenção das Forças Armadas no regime democrático e o voto impresso. As mesmas pautas se repetiram em outras capitais brasileiras.

7.set.2021 - Após discurso do presidente Jair Bolsonaro, apoiadores assam uma costela perto da Esplanada dos Ministérios, em Brasília - Hanrrikson de Andrade/UOL - Hanrrikson de Andrade/UOL
7.set.2021 - Após discurso do presidente Jair Bolsonaro, apoiadores assam uma costela perto da Esplanada dos Ministérios, em Brasília
Imagem: Hanrrikson de Andrade/UOL

Norte

Em Boa Vista, a concentração ocorreu pela manhã, na Praça do Centro Cívico, e contou a presença do governador Antônio Denarium (sem partido), que compartilhou imagens do movimento nas redes sociais. Ele é aliado do presidente Jair Bolsonaro.

Também pela manhã, manifestantes a favor de pautas antidemocráticas saíram às ruas de Belém. A concentração ocorreu no bairro Campina e percorreu as principais ruas do centro, com interdição do trânsito durante o percurso.

Em Manaus, a praia de Ponta Negra, um dos principais cartões-postais da cidade, virou o ponto de encontro dos apoiadores do presidente Jair Bolsonaro. A prefeitura informou ter acompanhado a manifestação durante todo o ato para dar fluidez ao trânsito.

Em Palmas, a Praça dos Girassóis concentrou os manifestantes, que estavam vestidos com roupas em tons de verde e amarelo.

Bolsonaristas também deixaram para a tarde a manifestação em Macapá, Porto Velho e Rio Branco. Em ambas as capitais, os manifestantes escolheram apoiar o presidente Jair Bolsonaro por meio de carreatas e motociatas.

Nordeste

As nove capitais do Nordeste realizaram atos, na manhã deste 7 de Setembro. No Recife, os atos pró-presidente foram marcados por nostalgia.

Manifestantes plotaram dois jipes e, fantasiados de soldados, diziam ser da "polícia do Exército" —que foi muito usada durante a ditadura militar (1964-1985). Uma réplica de um tanque de guerra também chamou a atenção na carreata na avenida Mascarenhas de Moraes.

Grupo de apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) promove uma carreata em apoio ao governo federal pela avenida Mascarenhas de Moraes, na zona sul do Recife - Júlio Gomes/LeiaJá Imagens/Estadão Conteúdo - Júlio Gomes/LeiaJá Imagens/Estadão Conteúdo
Grupo de apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) promove uma carreata em apoio ao governo federal pela avenida Mascarenhas de Moraes, na zona sul do Recife
Imagem: Júlio Gomes/LeiaJá Imagens/Estadão Conteúdo

Em Fortaleza, o grupo de apoio a Bolsonaro se reuniu no entorno da Arena Castelão e, após um chamado feito com um berrante em um carro de som, carros, motos e bicicletas seguiram com os manifestantes em carreata até a Praça Portugal.

Em Salvador, os apoiadores do presidente se reuniram no Farol da Barra, onde um carro de som comandou as críticas ao STF.

Já em Maceió, o ato a favor do presidente contou com tratores cedidos por ruralistas, que desfilaram no bairro da Jatiúca, na orla da capital alagoana —que está enfeitada desde o fim de semana com bandeiras do Brasil.

Apoiadores do presidente de São Luís se reuniram na porta da recém-inaugurada loja da Havan e cantaram o hino nacional em frente à réplica da Estátua da Liberdade, de onde saíram em carreata pela orla.

Em Teresina, o grupo saiu da avenida Zequinha Freire, na zona leste da capital, e seguiu em direção ao centro, por meio de uma carreata.

Em João Pessoa, o ato em defesa de Bolsonaro ocorreu com um hasteamento por um caminhão guincho da bandeira do Brasil no Busto de Tamandaré.

Uma carreata a favor de Bolsonaro marcou o ato em apoio ao presidente da República, em Natal, a partir da Praça Cívica, na zona leste. Já no período da tarde, um grupo se concentrou na avenida Salgado Filho, próximo ao Midway Mall.

Em Aracaju, os manifestantes de apoio a Bolsonaro tomaram a calçada da Praça da Bandeira, no centro. No local, eles fizeram um hasteamento simbólico da bandeira e cantaram o hino do Brasil.

Centro-Oeste

Além de Brasília, as três capitais estaduais da região registraram atos com pautas antidemocráticas ao longo do dia.

Pela manhã, apenas Goiânia teve ato a favor do presidente. A manifestação se concentrou às 9h, no Autódromo, percorreu 26 km até o bairro Jardim Guanabara, em uma carreata.

Em Campo Grande e Cuiabá, as manifestações de apoio ao presidente Jair Bolsonaro ocorreram no período da tarde. Na capital sul-mato-grossense, os apoiadores saíram de dois pontos diferentes, escolhendo o prédio do Comando Militar do Oeste como local de encontro. Já na capital cuiabana, o ato foi registrado no km 395 da BR-364.

Sudeste

Em Belo Horizonte, os manifestantes escolheram sair em seus carros a partir da região da Pampulha, pouco depois das 9h, e chegaram após as 11h30, na Praça da Liberdade, na região centro-sul da capital mineira.

No Rio de Janeiro, os atos tiveram início pela manhã, tomando boa parte de Copacabana. Os manifestantes usaram várias faixas e banners com frases em outros idiomas. A dispersão iniciou logo depois das 12h.

7.set.2021 -Manifestantes pró-Bolsonaro reunidos em ato em Copacabana, no Rio de Janeiro - Marcela Lemos/UOL - Marcela Lemos/UOL
7.set.2021 -Manifestantes pró-Bolsonaro reunidos em ato em Copacabana, no Rio de Janeiro
Imagem: Marcela Lemos/UOL

Cerca 125 mil pessoas, segundo a PM (Polícia Militar), estiveram na avenida Paulista, em São Paulo, para acompanhar os atos ao longo do dia. O presidente Jair Bolsonaro discursou aos seus apoiadores pouco antes das 16h.

Mais cedo, por volta das 13h, iniciou a manifestação em Vitória. Bolsonaristas se concentraram na Praça do Papa, no centro, e lotaram a Terceira Ponte, que liga a capital capixaba a Vila Velha.

Sul

Na capital paranaense, Curitiba, um guindaste ergueu uma bandeira gigante —nas cores verde e amarela— durante a manifestação a favor do presidente na Praça Nossa Senhora de Salete, no Centro Cívico da cidade. Inúmeras pessoas vestiam camisetas da seleção brasileira e muitos estavam sem máscara.

Em Florianópolis, um protesto a favor do governo Bolsonaro ocorreu na manhã de hoje no trapiche da avenida Beira Mar Norte, no centro da cidade. A manifestação iniciou com chuva, que acabou parando durante o ato.

Já em Porto Alegre, os apoiadores do presidente se concentram no Parque Moinhos de Ventos e parte do grupo fez uma carreata nas ruas e avenidas da cidade. Da mesma maneira que Curitiba, uma bandeira gigante foi erguida com a ajuda de um guindaste no parque.

#ForaBolsonaro aconteceu em 200 cidades

De acordo com a Frente Brasil Popular, cerca de 300 mil pessoas participam de atos #ForaBolsonaro em 200 cidades pelo país.

As manifestações se uniram ao tradicional Grito dos Excluídos e não tiveram registros de violência, segundo a organização.

Os atos de hoje são considerados os maiores dos últimos 27 anos, calcula a Frente Brasil Popular.

Em São Paulo, além do ato contra o governo, foram arrecadadas 15 toneladas de alimentos não perecíveis, destinados a famílias carentes da capital paulista.

Ações sociais também ocorreram em Belo Horizonte e Porto Alegre.

* Com informações de Carlos Madeiro, em colaboração para o UOL, em Maceió; e Hygino Vasconcellos, em colaboração para o UOL, em Balneário Camboriú (SC).

Política