PUBLICIDADE
Topo

Política

Conteúdo publicado há
1 mês

'Não se leva democracia com tropas e tanques', diz Barroso sobre 11/9

O presidente do TSE, ministro Luís Roberto Barroso - Dida Sampaio/Estadão Conteúdo
O presidente do TSE, ministro Luís Roberto Barroso Imagem: Dida Sampaio/Estadão Conteúdo

Do UOL, em Sâo Paulo

11/09/2021 15h55

Em post publicado no Twitter na manhã deste sábado (11), Luís Roberto Barroso, ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) e presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), afirmou que duas lições podem ser tiradas dos atentados de 11 de setembro.

1. O terror, como a violência em geral, nada constrói. 2. Não se leva Iluminismo e democracia a nenhum lugar do mundo com tropas, mísseis e tanques. Educação, cultura e justiça são as armas certas.
Luís Roberto Barroso

Os atentados feitos pela Al-Qaeda com quatro aviões sequestrados completam vinte anos neste sábado (11). Uma cerimônia realizada nos EUA relembrou a tragédia, com a presença do presidente norte-americano, Joe Biden, e dos ex-presidentes Barack Obama e Bill Clinton. Autoridades do mundo todo também lembraram a data e prestaram homenagens aos mortos nos atentados.

No Brasil, o Ministério das Relações Exteriores publicou uma nota em que "renova a solidariedade" do governo brasileiro aos norte-americanos. "O Brasil reitera seu repúdio ao terrorismo em todas suas formas e mantém seu compromisso de trabalhar com a comunidade internacional para combater esse flagelo e a suas causas", diz o texto.

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) não se manifestou sobre o assunto. Neste sábado (11), Bolsonaro participou de uma feira com produtores rurais em Esteio (RS).

"Ambiente de mentiras"

Na quinta-feira (9), Barroso reagiu aos atos antidemocráticos que ocorreram no dia 7 de setembro com a presença do presidente Jair Bolsonaro. Na ocasião, Bolsonaro afirmou que não respeitaria decisões do ministro Alexandre de Moraes, também do STF, xingando-o de "canalha".

Uma das estratégias do autoritarismo, dos que anseiam a ditadura, é criar um ambiente de mentiras, no qual as pessoas já não divergem apenas quanto às suas opiniões, mas também quanto aos próprios fatos.
Luís Roberto Barroso em fala no dia 9 de setembro

Política