PUBLICIDADE
Topo

Política

Conteúdo publicado há
1 mês

Hotel luxuoso de Bolsonaro em NY tem quartos entre R$ 6 mil e R$ 10 mil

Fotos do hotel Barclay, onde Jair Bolsonaro está hospedado em NY

Colaboração para o UOL

20/09/2021 22h01

Para participar de evento da ONU (Organização das Nações Unidas), Jair Bolsonaro (sem partido) viajou até Nova York e optou por se acomodar em um hotel luxuoso, o Intercontinental Barclay. A hospedagem possui clientes de elite, como o ex-presidente americano Bill Clinton, estrelas de cinema como Marlon Brando e o renomado escritor Ernest Hemingway.

O quarto mais barato disponível amanhã sai por R$ 6 mil e o mais caro custa R$ 10 mil a diária. Pelo preço mais alto, o hóspede tem acesso a uma cozinha totalmente equipada, academia, terraço espaçoso e uma vista para o prédio Chrysler, um dos principais locais da cidade.

O presidente norte-americano Joe Biden também escolheu o Barclay para sua estadia, assim como para todo o comitê dos Estados Unidos que o acompanhará na Assembleia Geral da ONU. Além de Clinton, o ex-presidente Barack Obama já se hospedou no hotel.

O Barclay foi fundado em 1926 pela família Vanderbilt, de origem holandesa, e passou a fazer parte do grupo Intercontinental em 1978. Atualmente, a cadeia de hotéis possui filiais luxuosas em diversos locais, como Paris, na França, Seoul, na Coreia do Sul, e Cascais, em Portugal.

Bolsonaro em NY

Amanhã, Bolsonaro fará o discurso de abertura do evento da ONU, previsto para começar às 10h da manhã no horário de Brasília. O pronunciamento deve levar cerca de 20 minutos.

A estadia do presidente brasileiro na cidade tem sido tumultuada. Por não estar vacinado, foi cogitado que talvez Bolsonaro não pudesse entrar na assembleia. Hoje, ele foi questionado pelo primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, e recebeu provocação do prefeito de Nova York por não ter tomado o imunizante contra a covid-19.

Como não tem cartão de vacina, o presidente brasileiro não pode entrar em restaurantes nova-iorquinos. Assim, Bolsonaro posou comendo pizza em pé e hoje foi visto almoçando do lado de fora de um estabelecimento.

Política