PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
1 mês

'Descontrolada', 'moleque', 'machista': as falas exaltadas na CPI da Covid

Do UOL, em São Paulo

21/09/2021 18h00Atualizada em 21/09/2021 18h37

A CPI da Covid ouviu hoje o ministro da CGU (Controladoria-Geral da União), Wagner Rosário, em um depoimento cheio de bate-bocas e trocas de insultos. A sessão foi encerrada de forma tumultuada, logo após Rosário dizer que a senadora Simone Tebet (MDB-MS) estava "descontrolada" e ser chamado de "moleque" e "machista" por outros parlamentares, que saíram em defesa da colega. (Assista acima)

O ministro foi convocado para falar sobre as supostas irregularidades envolvendo a negociação entre o Ministério da Saúde e a Bharat Biotech, intermediada pela Precisa Medicamentos, para compra da vacina Covaxin. Acusado por senadores de omissão, Rosário negou ter cometido crime de prevaricação e voltou a dizer que não foram identificados problemas no contrato em questão.

Leia, a seguir, a transcrição de alguns dos diálogos mais exaltados na CPI:

"Passa pano"

Simone Tebet (MDB-MS): Agora nós temos um controlador-geral da União que também passa pano, deixa as coisas acontecerem. Eu só fico imaginando o que vai fazer esse inquérito prévio aí e se realmente vai investigar e apurar quem são os servidores públicos omissos que esconderam o contrato da [vacina] Covaxin, o tempo todo, de cada um de nós e da população brasileira.

Wagner Rosário: Bem, senadora, com todo respeito à senhora, eu recomendo que a senhora lesse tudo de novo, porque a senhora falou uma série de inverdades aí.

Tebet: Não faça isso. O senhor pode dizer que eu falei inverdades, mas não me peça para fazer algo, porque eu sou senadora da República.

Rosário: Releia. Na hora em que a senhora falou... A senhora me chamou de engavetador, me chamou do que quis. Agora...

(...)

Tebet: O ministro pode dizer que eu disse inverdades, mas ele não pode dizer que eu devo ler de novo todo processo. Não é meu papel ler contrato da Covaxin.

Marcos Rogério (DEM-RO): Mas chamar o ministro de engavetador também não é correto.

Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE): Todo o clima está exaltado.

"Descontrolada"

Otto Alencar (PSD-BA): [Wagner Rosário] Não é um coordenador, isso é um moleque. Um moleque, um moleque, pau mandado [do governo].

Simone Tebet (MDB-MS): Mas é que ele [Rosário] está se comportando como um menino mimado.

Wagner Rosário: Não me chame de menino mimado, eu não lhe agredi. A senhora está totalmente descontrolada, me atacando.

(Tumulto)

Omar Aziz (PSD-AM), presidente da CPI: Não, não, não, não...

Randolfe Rodrigues (Rede-AP), vice-presidente da CPI: Espera aí, espera aí. Alto lá! Alto lá, ministro. Chamando uma senadora da República de descontrolada?

Tebet e Rosário - Roque de Sá/Agência Senado - Roque de Sá/Agência Senado
Simone Tebet e Wagner Rosário discutem; antes, ministro chamou senadora de "descontrolada"
Imagem: Roque de Sá/Agência Senado

"Machista"

Rogério Carvalho (PT-SE): O senhor está sendo machista. Machista!

Marcos Rogério (DEM-RO): Presidente [Aziz]...

(Tumulto)

Randolfe Rodrigues (Rede-AP): Não seja machista aqui, não!

Jean Paul Prates (PT-RN): Meu amigo, você está pensando que está onde?

Randolfe: Não seja machista aqui, não!

Marcos Rogério (DEM-RO): Presidente [Aziz]...

Otto Alencar (PSD-BA): [Wagner Rosário] É um moleque, rapaz.

(Tumulto)

Randolfe: Não seja machista aqui, não!

Prates: Está pensando que está onde, rapaz?

Otto: Você é um moleque que não está aí por mérito, está por favor de [Jair] Bolsonaro. Moleque, descarado, pau mandado. (...) Moleque de recados. (...) Respeite a senadora Simone Tebet, seu moleque!

"Respeite a senadora"

Renan Calheiros (MDB-AL), relator da CPI: Por isso [Wagner Rosário] não foi para o Tribunal de Contas [da União].

Marcos Rogério (DEM-RO): Presidente [Aziz]...

Calheiros: Moleque!

Wagner Rosário: Moleque? Moleque? Moleque?!

Randolfe Rodrigues (Rede-AP): Faltou com o respeito com esta comissão!

Otto Alencar (PSD-BA): Você é moleque!

Rosário: Moleque?!

Randolfe: Respeite uma senadora da República, respeite uma senadora da República!

Otto: Você é um moleque de recados, moleque!

"Circo"

Marcos Rogério (DEM-RO): Eles criam uma quizumba, criam uma palhaçada, é um circo. É um circo, está desde o começo provocando o ministro, fazendo comparação com personagens, xingando.

Leila Barros (Cidadania-DF): [Wagner Rosário está] Descontrolado, descontrolado.

Marcos Rogério: É isso que queriam desde o começo. É isso o que queriam desde o começo. Lamentável.

Leila: Eu estava no gabinete trabalhando, mas estou acompanhando.

Marcos Rogério: Lamentável. Quando perdem a razão, é assim que agem, infelizmente. Lamentável, o Brasil não merece isso. Não merece, não merece!

(Tumulto)

Marcos Rogério: O Brasil não merece esse espetáculo circense. O Brasil não merece, não merece, infelizmente.

Leila: Ele está desrespeitando a Simone desde o começo, Marcos.

Marcos Rogério: Desde o começo há desrespeito dos dois lados.

Leila: E aí sempre a gente é descontrolada aqui, só as mulheres são descontroladas. Vocês não fazem show todo dia aqui dentro, não, né?

A CPI da Covid foi criada no Senado após determinação do Supremo. A comissão, formada por 11 senadores (maioria é independente ou de oposição), investiga ações e omissões do governo Bolsonaro na pandemia do coronavírus e repasses federais a estados e municípios. Tem prazo inicial (prorrogável) de 90 dias. Seu relatório final será enviado ao Ministério Público para eventuais criminalizações.