PUBLICIDADE
Topo

Política

Conteúdo publicado há
15 dias

Joice cita ataque de Eduardo Bolsonaro: 'Que viva para pagar pelos crimes'

Joice Hasselmann (PSL-SP) Foto: Michel Jesus/Câmara dos Deputados - Joice Hasselmann (PSL-SP) Foto: Michel Jesus/Câmara dos Deputados
Joice Hasselmann (PSL-SP) Foto: Michel Jesus/Câmara dos Deputados Imagem: Joice Hasselmann (PSL-SP) Foto: Michel Jesus/Câmara dos Deputados

Do UOL, em São Paulo

24/09/2021 16h55

Após Eduardo Bolsonaro anunciar que testou positivo para covid-19, na manhã de hoje, a deputada federal Joice Hasselmann (PSL-SP) relembrou ataque feito pelo filho do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), quando esteve na mesma situação, em junho do ano passado.

Na ocasião, depois de ela divulgar a informação, Eduardo escreveu mensagem de chacota direcionada a Joice: "Não sabia que coronavírus dava em porco também..."

Nesta sexta-feira, Joice então publicou mensagem de desabafo. "Eduardo Bolsonaro está com covid. Quando peguei a doença ano passado, Eduardo fez um tuíte asqueroso me comparando a um porco. Eu jamais o compararia a nenhum animal, pois nenhum ser é tão abjeto quanto ele. Desejo pronta recuperação e que viva mto para pagar pelos seus crimes."

O deputado federal tem um histórico de conflitos com Joice Hasselmann, e vivem trocando farpas nas redes sociais. Em 2019, por exemplo, quando Bolsonaro anunciou sua saída do PSL, a deputada chegou a dizer que as "lambanças" dos filhos do presidente, além de outros fatores, conseguiram dividir o partido.

"Deixem os adultos trabalharem", escreveu a ex-líder do governo, na época.

O deputado federal Eduardo Bolsonaro foi diagnosticado com a covid-19. O anúncio foi feito próprio parlamentar por meio das nas redes sociais.

Eduardo integrou a comitiva do chefe do Executivo que viajou a Nova York, nos Estados Unidos, para participar da Assembleia-Geral da ONU (Organização das Nações Unidas). A ministra Tereza Cristina, da Agricultura, também anunciou hoje que foi diagnosticada com a doença, mas ela não acompanhou o presidente na viagem.

"Sabemos que as vacinas foram feitas mais rápidas do que o padrão. Tomei a 1ª dose de Pfizer e contraí covid. Isso significa que a vacina é inútil? Não creio. Mas é mais um argumento conta o passaporte sanitário. Estudos sobre efeitos colaterais e eficácia estão ocorrendo agora", escreveu o parlamentar.

"Apesar do diagnóstico estou me sentindo bem e comecei a me tratar imediatamente. Obrigado pelas centenas de desejos de melhoras que já recebi. Logo estarei de volta", continuou ele, sem detalhar no que consiste esse tratamento.

Política