PUBLICIDADE
Topo

Política

'Ameaça golpista é maior do que diferenças políticas', diz Boulos em ato

Herculano Barreto Filho e Vinícius Vieira

Do UOL, em São Paulo

02/10/2021 15h55

O ex-presidenciável Guilherme Boulos (PSOL) chegou hoje à tarde na avenida Paulista para participar do ato contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) com um discurso de união entre eleitores de correntes políticas rivais.

"Existe muita diferença de pensamento entre quem está aqui hoje na Paulista. Mas a ameaça golpista é maior do que as nossas diferenças políticas", disse ao UOL.

Guilherme Boulos (PSOL) tira foto com apoiadora na manifestação da Avenida Paulista - Herculano Barreto Filho/UOL - Herculano Barreto Filho/UOL
Guilherme Boulos (PSOL) tira foto com apoiadora na manifestação da Avenida Paulista
Imagem: Herculano Barreto Filho/UOL

Abordado por manifestantes para tirar selfies enquanto caminhava pela Paulista, Boulos se referiu à gestão de Bolsonaro como um pesadelo para o país.

"Todo mundo que defende a democracia brasileira e é pelo impeachment do Bolsonaro tem que estar nas ruas hoje. Com o pesadelo que Bolsonaro representa, hoje essas diferenças políticas se tornam menores", disse.

Boulos classificou a manifestação de hoje como uma resposta ao ato realizado pelo presidente Jair Bolsonaro e seus apoiadores, no mesmo lugar, no dia 7 de setembro.

"A presença do povo nas ruas hoje é uma resposta àquele espetáculo golpista realizado no Dia da Independência", avaliou.

Para ele, Bolsonaro está desconectado dos problemas da população brasileira.

"O Bolsonaro quer impor uma pauta ao Brasil, que está distante do país real. A pauta do Brasil real não é voto impresso, não é fechar o STF e muito menos apoiar o 'Véio da Havan' [o empresário Luciano Hang] na CPI. A pauta do Brasil real é a fila do osso, é o desemprego, é a fome e a defesa da democracia", disse.

Política