PUBLICIDADE
Topo

Política

Conteúdo publicado há
2 meses

'TSE trabalha sem medos', diz Barroso sobre ataques

Barroso sobre ataques: "Eu, pessoalmente, jamais perdi a tranquilidade" - Carlos Moura/SCO/STF
Barroso sobre ataques: 'Eu, pessoalmente, jamais perdi a tranquilidade' Imagem: Carlos Moura/SCO/STF

Do UOL, em São Paulo

04/10/2021 09h03

Alvo de críticas da militância bolsonarista, o presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), ministro Luís Roberto Barroso, disse que ele e a Corte trabalham "com o bem e com a verdade e, portanto, sem medos."

Em entrevista ao jornal O Globo sobre as eleições do ano que vem, que ocorrerão daqui a um ano, Barroso destacou a importância da defesa da integridade das urnas eletrônicas e de mecanismos para enfrentar as fake news.

O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal), que chegou a ser xingado de "filho da p..." pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) no mês de agosto, em meio à discussão em torno do voto impresso, disse que "jamais" perdeu a tranquilidade, mesmo diante dos ataques. Naquele mesmo mês, o plenário da Câmara dos Deputados rejeitou a proposta.

Bolsonaro lançou dúvidas infundadas sobre as urnas eletrônicas — desde a adoção dos aparelhos no Brasil, em 1996, nunca houve comprovação de fraude nas eleições, como mostram auditorias realizadas pelo TSE, investigações do Ministério Público Eleitoral e estudos independentes.

Para nós, TSE, o ano não foi propriamente conturbado na medida em que nós continuamos nosso trabalho de prover eleições seguras, de dar as respostas adequadas para a população. De modo que eu, pessoalmente, jamais perdi a tranquilidade, mesmo diante de ataques. A gente trabalha com o bem e com a verdade e, portanto, sem medos Luís Roberto Barroso, presidente do TSE

Barroso disse ainda ter muita confiança nas instituições e avaliou que a Constituição "tem sido uma bússola importante". "Apesar de estarmos vivendo um momento difícil, nós estamos há três décadas em estabilidade institucional. O filme da democracia brasileira é um filme bom, apesar de uma ou outra foto fora de foco."

Questionado se os ataques não tiveram impacto na atuação do TSE, o ministro respondeu que a Corte ficou mobilizada. "Tem uma música da Legião Urbana que diz 'não tenho medo de escuro, mas deixe as luzes acesas'. Eu acho que esse é um bom slogan de como nos atuamos ao longo do último ano."

O ministro afirmou que o TSE continua a ter uma preocupação grande com a desinformação e que a Corte tem uma comissão permanente e está em contato com plataformas e empresas de checagem de notícias para preparar planos com objetivo de minimizar o impacto da desinformação, sobretudo no que diz respeito ao sistema eleitoral.

Política