PUBLICIDADE
Topo

Política

Conteúdo publicado há
5 meses

'Fico feliz que o presidente da Anvisa despertou', diz governador da Bahia

Colaboração para o UOL

11/01/2022 11h24Atualizada em 11/01/2022 12h18

O governador da Bahia, Rui Costa (PT), disse hoje ao UOL Entrevista ter ficado feliz após o presidente da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), Antonio Barra Torres, ter "despertado" sobre a real função do órgão. O almirante e o presidente Jair Bolsonaro (PL) trocaram farpas publicamente.

"Fico feliz que o presidente da Anvisa tenha despertado para a verdadeira função da agência, que é cuidar da saúde da população", avaliou o petista. "Acho que a resposta do presidente [Antonio Barra Torres] foi à altura de alguém que está dirigindo a agência."

Costa, porém, diz que o órgão demorou para se posicionar e citou a postura da agência no início da pandemia, que impediu o monitoramento pelos estados de contaminados em aeroportos: "Durante um bom tempo, a direção da Anvisa foi cúmplice desse discurso contra a saúde pública promovido pelo presidente da República."

No sábado (8), Barra Torres rebateu — de forma direta -- os ataques feitos na semana passada por Bolsonaro, negando haver qualquer interesse oculto do órgão por trás da aprovação da vacinação de crianças de 5 a 11 anos contra a covid-19.

"Se o senhor dispõe de informações que levantem o menor indício de corrupção sobre este brasileiro, não perca tempo nem prevarique, senhor presidente. Determine imediata investigação policial sobre a minha pessoa", escreveu o presidente da Anvisa. "Agora, se o senhor não possui tais informações ou indícios, exerça a grandeza que o seu cargo demanda e, pelo Deus que o senhor tanto cita, se retrate."

Chuvas na Bahia

Durante a entrevista, o governador Rui Costa também afirmou que as chuvas que atingiram a Bahia em dezembro foram históricas. "Já tivemos estragos em áreas localizadas, mas dessa vez a área atingida foi muito grande", disse.

De acordo com o balanço mais recente da Sudec (Superintendência de Proteção e Defesa Civil da Bahia), divulgado ontem (10), são 26.606 desabrigados, 60.099 desalojados, 2 desaparecidos, 26 mortos e 521 feridos. O número total de atingidos é de 850.445 pessoas.

Os números correspondem às ocorrências registradas em 177 municípios afetados. Desse total, 166 estão com decreto de situação de emergência.

Fake news sobre vacinas

O governador Rui Costa ainda disse ao UOL que a resistência e dúvidas constantemente levantadas por Bolsonaro sobre a vacinação contra covid-19 têm atrapalhado a campanha de imunização na Bahia.

Segundo o petista, 1,5 milhão de pessoas não voltaram para tomar a segunda dose contra a doença causada pelo coronavírus, além de 1 milhão que não recebeu a dose de reforço.

"É lamentável, porque, de alguma forma, a gente percebe que esse volume assustador de fake news impacta as pessoas. São campanhas difamatórias sobre as vacinas, que elas estariam mexendo com o DNA das pessoas. Isso, junto com o fato da variante ômicron ser menos agressiva, pode ter desestimulado as pessoas."

Política