Conteúdo publicado há 2 meses

Lula recebe família de brasileiro desaparecido em Israel

O presidente Lula (PT) recebeu hoje a família do brasileiro Michel Nisenbaum, desaparecido em Israel desde 7 de outubro, após ataques do grupo extremista Hamas.

O que aconteceu

Mary Shohat e Hen Mahluf, a irmã e a filha de Michel Nisembaum se encontraram com o presidente. A família acredita que o brasileiro foi sequestrado pelo Hamas.

Nas redes sociais, Lula compartilhou uma foto do encontro. "Expressei minha solidariedade e falei dos esforços que o governo brasileiro têm feito, junto aos países da região, para a libertação dos reféns", escreveu o petista.

O presidente disse ainda que a "questão humanitária que precisar estar acima de qualquer conflito". "O Brasil segue defendendo a paz e que os civis não sofram as consequências da guerra", afirmou Lula.

A família também visitou o Senado. Mary Shohat fez um apelo para que ele seja resgatado. Ela afirmou que o coração da família está "pingando sangue" desde o desaparecimento dele.

Shohat participou de uma audiência hoje de manhã para debater a guerra entre Israel e Hamas. Ela disse que a vida da família mudou radicalmente.

Quem é Michel Nisenbaum

A família acredita que Michel Nisenbaum seja um dos reféns do Hamas
A família acredita que Michel Nisenbaum seja um dos reféns do Hamas Imagem: Reprodução / Facebook
Continua após a publicidade

Michel Nisenbaum tem dupla nacionalidade. Nascido em Niterói, no Rio de Janeiro, ele atualmente morava na cidade de Sderot, que fica perto da Faixa de Gaza.

O brasileiro mora em Israel há mais de 40 anos. Segundo o jornal O Estado de S. Paulo, ele tem duas filhas e cinco netos.

É técnico em informática, concluiu há pouco tempo uma certificação para poder trabalhar como guia turístico e tem como hobby fazer trilhas. Segundo a revista Isto É, ele também é voluntário na Rescue Union como condutor de ambulância.

Michel não é visto desde 7 de outubro, data dos primeiros ataques do Hamas em Israel. Ao jornal O Globo, Mary Shohat, irmã de Michel, contou que ele falou com uma das filhas na manhã do ataque. A ligação seguinte, no entanto, foi atendida por outra pessoa.

Após o desaparecimento, seu notebook foi localizado em Gaza. O carro de Michel também foi encontrado, carbonizado. Já no contato mais recente com a família, representantes do governo de Israel informaram que encontraram o celular dele, que passaria por perícia.

Em comunicado, a Embaixada do Brasil em Tel Aviv afirmou que ele "garantiu a irmã da vítima que o Brasil está fazendo tudo ao seu alcance para ajudar na libertação do brasileiro e dos demais reféns"

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes

As mais lidas agora