PUBLICIDADE
Topo

Enfermeira espanhola pode ter contraído ebola ao retirar traje de proteção

A enfermeira Teresa Romeo, em foto cuja data não foi informada, acaricia o cão Excalibur  - Arquivo pessoal
A enfermeira Teresa Romeo, em foto cuja data não foi informada, acaricia o cão Excalibur Imagem: Arquivo pessoal

Em Madri

08/10/2014 11h43

A enfermeira contagiada por ebola na Espanha pode ter contraído a doença ao encostar no próprio rosto enquanto retirava o traje de proteção usado no atendimento ao religioso Manuel García Viejo.

A hipótese foi levantada nesta quarta-feira (8) por Germán Ramírez, especialista de Medicina Interna que atende o complexo formado pelos hospitais de La Paz de Madri e Carlos III, onde a paciente permanece isolada desde segunda-feira (6).

O médico explicou a jornalistas que Teresa Romeo, 44, admitiu que a hipótese é plausível e que isso realmente pode ter acontecido.

Ao retirar o traje de proteção, a auxiliar de enfermagem pode ter tocado em seu próprio rosto com as luvas utilizadas no atendimento ao missionário espanhol.

Ramírez afirmou que, embora a paciente esteja confusa com "tantas ligações telefônicas", tentou lhe explicar sobre esse tipo de acidente.

Na última segunda-feira (6), Teresa deu entrada no hospital Carlos III de Madrid, no mesmo centro onde atendeu Viejo, que morreu no fim de setembro depois de ter contraído o vírus ebola em Serra Leoa.

Mais sobre o ebola