PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Conteúdo publicado há
8 meses

SP: Doria critica Covas por antecipar feriados municipais sem avisá-lo

João Doria criticou Bruno Covas durante visita ao Instituto Butantan para entrega de vacinas - Divulgação/Governo de São Paulo
João Doria criticou Bruno Covas durante visita ao Instituto Butantan para entrega de vacinas Imagem: Divulgação/Governo de São Paulo

Do UOL, em São Paulo

19/03/2021 11h28

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), criticou hoje o prefeito da capital paulista e seu aliado, Bruno Covas (PSDB), por não ter comunicado previamente o governo estadual e o Centro de Contingência do Coronavírus sobre sua intenção de antecipar feriados municipais.

Ontem, Covas confirmou a antecipação de cinco feriados municipais —dois deste ano e três de 2022— para a semana entre 26 de março e 1º de abril, na tentativa de reduzir a circulação de pessoas na capital paulista e, com isso, frear a transmissão da covid-19.

Nós alertamos ontem a Prefeitura de São Paulo de que uma medida como essa deveria ser discutida previamente com o governo do estado de São Paulo e com os prefeitos da região metropolitana e também do litoral, e não anunciadas sem esse tipo de entendimento.
João Doria, governador de São Paulo

A antecipação dos feriados na capital paulista gerou preocupação principalmente em prefeitos do litoral do estado, que temem uma descida em massa dos paulistanos para as praias nesse período.

"As prefeituras têm autonomia para suas decisões, nós reconhecemos isso, mas há certas decisões que o bom senso recomenda que elas sejam compartilhadas previamente com o governo, dado ao fato de que a decisão de uma cidade, muitas vezes, implica em impacto na cidade vizinha ou nas cidades vizinhas", afirmou Doria a jornalistas na sede do Instituto Butantan após participar da liberação de 2 milhões de doses da CoronaVac.

"Faltou um pouco de bom senso da Prefeitura de São Paulo em fazer esse compartilhamento prévio para evitar exatamente o mal-estar que acabou provocando. Nós vamos tentar reduzir isso ao mínimo possível e atender as demandas dos prefeitos", declarou o governador.

Baixada Santista e ABC querem lockdown

A crítica de Doria ao prefeito da capital ocorre em meio a pedidos de lockdown por municípios da Baixada Santista e do Grande ABC. O prefeito de Santos, Rogério Santos (PSDB), disse que ainda hoje os nove municípios vão anunciar em conjunto novas medidas restritivas para combater à covid-19.

"A situação é gravíssima. Conversamos [os prefeitos da Baixada] sobre a possibilidade de medidas mais restritivas e de lockdown", declarou em entrevista à GloboNews.

Santos afirmou ainda que espera apoio do governo estadual para evitar que os feriados antecipados na capital gerem um aumento na circulação de pessoas nas cidades da Baixada.

Já o prefeito de Santo André, Paulo Serra (PSDB), disse que o Consórcio Intermunicipal do Grande ABC vai esperar até a próxima segunda-feira (22) uma resposta ao pedido feito ontem ao governo de São Paulo para um lockdown na região metropolitana.

"Caso o governo do estado não se manifeste, vamos analisar aqui nas cidades o segmento dessas medidas tomadas pela capital, adoção da antecipação de feriados. As medidas individuais não surtem efeito na região metropolitana da mesma forma que a gente viu lá em Araraquara, Ribeirão Preto, São José do Rio Preto, são regiões completamente diferentes", disse em entrevista à TV Globo.

Coronavírus