PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Mueller apresenta relatório sobre trama russa ao procurador geral dos EUA

Robert Mueller Investiga o possível conluio entre membros da equipe de campanha de Trump e funcionários do governo russo - Doug Mills/The New York Times
Robert Mueller Investiga o possível conluio entre membros da equipe de campanha de Trump e funcionários do governo russo Imagem: Doug Mills/The New York Times

22/03/2019 19h30

Robert Mueller, o procurador especial dos Estados Unidos encarregado da investigação de um possível conluio entre a equipe de campanha do presidente Donald Trump e Moscou, entregou seu relatório ao procurador-geral da Nação, informou a mídia americana nesta sexta-feira (22).

O relatório confidencial, que encerra uma investigação de quase dois anos sobre a interferência da Rússia na última eleição presidencial, será analisado pelo Procurador-Geral, Bill Barr, que não precisa torná-lo público, mas deve resumi-lo ao Congresso.

Em carta enviada ao Congresso, Barr se colocou "à disposição para informar sobre as principais conclusões do documento a partir deste fim de semana".

No documento, Barr diz aos legisladores que consultará seu adjunto, Rod Rosenstein, e Mueller para determinar o que mais do relatório poderá ser entregue ao Congresso e divulgado ao público.

"Sigo comprometido com a maior transparência possível, e vou mantê-los informados sobre a situação", escreveu Barr.

Ao que parece, não há indícios de que Trump ou membros de sua família estejam envolvidos em conluio com a Rússia ou obstrução à Justiça, dois dos principais focos da investigação.

A Casa Branca recebeu positivamente a apresentação do relatório de Robert Mueller sobre a suposta interferência da Rússia na campanha à presidência em 2016.

"As próximas etapas estão a cargo do procurador-geral Barr, e desejamos que o processo siga seu curso", disse a porta-voz Sarah Sanders.

"A Casa Branca ainda não recebeu o relatório, nem foi informada sobre seu conteúdo", disse Sanders,

Internacional