PUBLICIDADE
Topo

Política

Bolsonaro afirma ser 'falta de caráter' o culparem pela soltura de líder do PCC

Bolsonaro participa de live semanal realizada nas redes sociais - Reprodução/Facebook
Bolsonaro participa de live semanal realizada nas redes sociais Imagem: Reprodução/Facebook

Elisa Calmon

15/10/2020 20h08

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou nesta quinta-feira, 15, ser "uma falta de caráter imensa" culpá-lo pela soltura do líder do PCC conhecido como André do Rap. O narcotraficante foi posto em liberdade pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Marco Aurélio Mello com base no artigo 316 do pacote anticrime, sancionado pelo presidente.

Em conversa com apoiadores no Palácio da Alvorada, Bolsonaro comentou a votação de hoje na corte que restabeleceu a prisão.

O presidente contestou que o pacote anticrime tenha sido a causa para a soltura do chefe do PCC e defendeu que o entendimento do artigo é uma "questão de interpretação". Ainda assim, afirmou que, apesar do resultado da votação de hoje, que determinou a manutenção da prisão de André do Rap com 9 votos favoráveis e um contrário, ele continuará a ser alvo de críticas.

"Tudo botam na minha conta. O ministro Marco Aurélio entendeu que, de acordo com aquela lei, ele devia ser posto em liberdade. Agora de tarde, nove ministros entenderam completamente o contrário", disse o presidente sobre as decisões do STF.

Durante a conversa com os apoiadores, Bolsonaro voltou a atacar os veículos de comunicação. "Por causa de um tremendo de um marginal, de altíssima periculosidade, alguns órgãos de imprensa me acusam por ter sancionado a lei. Não tem cabimento", disse.

Política