PUBLICIDADE
Topo

Isolado, Boris Johnson envia carta e diz que pandemia "vai piorar"

Boris Johnson, premiê britânico, em entrevista coletiva sobre o coronavírus - EDDIE MULHOLLAND/AFP
Boris Johnson, premiê britânico, em entrevista coletiva sobre o coronavírus Imagem: EDDIE MULHOLLAND/AFP

30/03/2020 07h54

O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, enviou neste domingo (29) uma carta para mais de 30 milhões de famílias afirmando que a pandemia do novo coronavírus (Sars-CoV-2) ainda "vai piorar" antes de começar a melhorar.

"Desde o início, nós buscamos implementar medidas corretas no momento certo. Não hesitaremos em ir além, se isso for sugerido por pareceres médicos e de cientistas. É importante para mim ser explícito: sabemos que as coisas vão piorar antes de melhorar. Mas, nós estamos no preparando de maneira correta e mais, se seguiremos todas as regras, menos vidas serão perdidas e conseguiremos voltar antes à normalidade", escreveu.

Johnson, que está em isolamento por ter contraído a Covid-19, voltou a fazer um apelo para que as pessoas fiquem em casa para frear o avanço do novo coronavírus. "Fiquem em casa. Protejam nosso sistema sanitário (NHS) e salvem vidas", finaliza o documento.

Até esta segunda-feira (30), o Reino Unido contabiliza 19.788 contaminações pelo novo vírus e 1.228 mortes pela doença.

Coronavírus liga alerta pelo mundo

Coronavírus