PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
15 dias

Fluxo de lava de vulcão nas ilhas Canárias diminui e não chegará ao mar hoje

Vulcão de Cumbre Vieja entra em erupção, nas Ilhas Canárias - DESIREE MARTIN/AFP
Vulcão de Cumbre Vieja entra em erupção, nas Ilhas Canárias Imagem: DESIREE MARTIN/AFP

21/09/2021 00h06

O fluxo de lava provocado pela erupção do vulcão do parque Cumbre Vieja, na ilha espanhola de La Palma, diminuiu nas últimas horas e não se espera que chegue ao mar nesta terça, disse o diretor do Plano de Prevenção de Riscos Vulcânicos das Ilhas Canárias, Miguel Ángel Morcuende.

Isso não significa, de acordo com ele, que o vulcão tenha diminuído sua atividade, algo que terá que ser confirmado nas próximas horas.

Morcuende e o técnico da Direção Geral de Segurança e Emergências do Governo das Ilhas Canárias, Jorge Parra, concederam uma entrevista coletiva após a reunião desse órgão que contou com a presença do presidente do Governo espanhol, Pedro Sánchez.

O governante permanece no arquipélago, onde planeja participar amanhã de uma nova reunião com especialistas e o ministro do Interior, Fernando Grande-Marlaska.

Na coletiva, Parra e Morcuende explicaram que a lava continua a fluir até o centro do povoado de Todoque, em La Palma, mas em velocidade mais lenta do que o esperado, de modo que não chegará ao mar nas próximas horas, como esperado.

Eles também disseram que cerca de 100 casas foram afetadas de alguma forma pelo fenômeno, mas somente quando a erupção vulcânica for concluído será possível determinar a extensão dos danos.

Parra afirmou que o que preocupa as autoridades é o fato de o avanço da lava ter bloqueado um canal de abastecimento de água que, segundo ele, é fundamental para as atividades agrícolas da ilha.

Os técnicos garantem que, se a população atender às recomendações das autoridades, não deve haver problemas para a segurança dos moradores da ilha.

Internacional