PUBLICIDADE
Topo

Chico Alves

Maia ri de acusação de Paulo Guedes e diz que deixou de respeitá-lo

29.nov.2020 - Presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia  - BEATRIZ ORLE/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO
29.nov.2020 - Presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia Imagem: BEATRIZ ORLE/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO
Chico Alves

Chico Alves é jornalista, por duas vezes ganhou o Prêmio Embratel de Jornalismo e foi menção honrosa no Prêmio Vladimir Herzog. Foi editor-assistente na revista ISTOÉ e editor-chefe do jornal O DIA. É co-autor do livro 'Paraíso Armado', sobre a crise na Segurança Pública no Rio, em parceria com Aziz Filho.

Colunista do UOL

19/12/2020 04h00

A coluna procurou no fim da noite de ontem o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), para que ele comentasse as acusações feitas pelo ministro da Economia, Paulo Guedes. Em entrevista à Veja, Guedes disse que Maia e o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), tramaram o impeachment do presidente Jair Bolsonaro.

Ao ser questionado, a primeira reação do presidente da Câmara foi rir. Ele escreveu no aplicativo de mensagens: "kkkkk".

Em seguida, disse que deixou de ter respeito pelo ministro da Economia.

"Estou esperando o Paulo Guedes cumprir 10 % das promessas feitas pra eu voltar a respeitá-lo", respondeu Maia.

Na entrevista à revista Veja, o ministro da Economia disse que soube que o presidente da Câmara e João Doria arquitetavam o impeachment de Bolsonaro. Ele então procurou alguns ministros do Supremo para reduzir as tensões e acalmar os ânimos.