PUBLICIDADE
Topo

Chico Alves

Rodrigo Maia diz que não autorizou clipe que exalta sua gestão na Câmara

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), durante coletiva no salão negro no Congresso Nacional - Wallace Martins/Futura Press/Estadão Conteúdo
O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), durante coletiva no salão negro no Congresso Nacional Imagem: Wallace Martins/Futura Press/Estadão Conteúdo
Chico Alves

Chico Alves é jornalista, por duas vezes ganhou o Prêmio Embratel de Jornalismo e foi menção honrosa no Prêmio Vladimir Herzog. Foi editor-assistente na revista ISTOÉ e editor-chefe do jornal O DIA. É co-autor do livro 'Paraíso Armado', sobre a crise na Segurança Pública no Rio, em parceria com Aziz Filho.

Colunista do UOL

19/01/2021 14h56

Um videoclipe que circula nas redes sociais com um jingle em ritmo de funk exaltando a gestão do deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ) na presidência da Câmara dos Deputados é um dos temas mais discutidos hoje nos bastidores políticos. Procurado pela coluna, Maia diz que a iniciativa não partiu dele.

"Eu não autorizei", disse o presidente da Câmara sobre a peça publicitária.

Perguntado sobre a associação do clipe com uma possível pré-candidatura à Presidência da República, Maia riu. "Só faltava essa", afirmou.

Pessoas próximas ao deputado não souberam identificar a origem do vídeo e cogitaram que pode ter sido feito por alguma produtora com o objetivo de ser contratada por Maia.

O título do clipe é "A história de um homem comprometido com o Brasil" e a letra da música tem versos assim: "Essa história eu vou contar pra vocês/ De um homem com um sonho em 2016/E quando eleito, um compromisso ele assumiu/ De devolver a independência do Brasil".

O refrão diz: "Você precisa conhecer o seu legado/ O que Rodrigo construiu com cada deputado/ Você precisa conhecer o seu legado/ Rodrigo Maia, brasileiro, irmão/ muito obrigado".

Em seguida, fala da atuação do presidente da Câmara na aprovação da reforma da Previdência, da aprovação do auxílio emergencial na pandemia, da luta contra a devastação da Amazônia e outros itens.