PUBLICIDADE
Topo

Josmar Jozino

Ladrões fazem arrastão em casa paroquial de Igreja Nossa Senhora do Brasil

Josmar Jozino

Sobre o Autor - Josmar Jozino é jornalista desde 1985. Autor de quatro livros, sendo três sobre crime organizado entre eles, "Cobras e Lagartos", obra referência sobre a facção criminosa PCC que recebeu menção honrosa do Prêmio Jornalístico Vladimir Herzog em 2005

Colunista do UOL

27/09/2021 15h23Atualizada em 27/09/2021 18h57

A casa paroquial da Igreja Nossa Senhora do Brasil, localizada no Jardim América, bairro nobre da zona oeste de São Paulo, foi alvo de ladrões no último dia 22. Criminosos invadiram a sala onde são realizadas reuniões e fizeram um arrastão.

Segundo o pároco da igreja, padre Michelino Roberto, dois assaltantes pularam o muro da casa e renderam os voluntários que preparavam sanduíches para as pessoas em situação de rua. Um dos ladrões portava uma faca e fez ameaças às vítimas.

O padre afirmou que os ladrões procuravam um cofre e não sabiam que a casa paroquial era vinculada à Igreja. Foram roubados bolsas, aparelhos de telefone celular, joias, carteira e dinheiro dos voluntários e também de funcionários.

Michelino Roberto acrescentou que os ladrões pareciam não ser profissionais e demonstraram muito nervosismo. Ele disse que os criminosos saíram correndo quando o viram chegar de carro. O padre também disse que ninguém ficou ferido.

Em uma nota escrita para os paroquianos, o padre explicou que a casa paroquial foi alvo de assalto e também procurou tranquilizar a todos, informando que todas as providências no sentido de reforçar a segurança do local foram tomadas.

O religioso contou ainda que a Polícia Civil foi notificada sobre o roubo. Na avaliação do padre, o roubo à casa paroquial "é consequência do aumento da pobreza provocada pela pandemia da covid-19".

A Igreja Nossa Senhora do Brasil fica em uma das regiões mais valorizadas de São Paulo e sempre foi palco de casamentos de celebridades, socialites, artistas e políticos famosos.

O roubo deve ser investigado por policiais do 78º DP (Jardins). Até a conclusão desta reportagem, a Polícia Civil, procurada pela coluna, não havia informado se os assaltantes foram identificados ou presos.

Aumento dos roubos

Segundo os números divulgados pela SSP (Secretaria Estadual da Segurança Pública), os casos de roubos na capital aumentaram 23% em agosto deste ano em comparação com igual período de 2020. Foram 11.015 registros dessa natureza ante 8.926.

Os casos de violência também vêm crescendo em São Paulo e assustando a população. Somente neste mês foram contabilizadas nove ocorrências de latrocínio (roubo seguido de morte).

A maioria das vítimas foi baleada e teve o telefone celular roubado. Os crimes são atribuídos às quadrilhas do Pix, que roubam os aparelhos das pessoas e se apoderam de senhas para realizar transferências bancárias instantâneas nas contas correntes de comparsas

Leia a mensagem enviada pela igreja aos paroquianos:

"Houve um assalto nesta 4ª feira, 22/9, à tarde na Casa Pastoral, junto à Igreja Nossa Senhora do Brasil. Os bandidos pularam o muro da casa e renderam os voluntários que estavam preparando sanduíches para doação. Roubaram bolsas, celulares, joias. Eles não portavam arma de fogo e renderam as pessoas usando uma faca. Não era uma quadrilha profissional, não sabiam que a Casa era vinculada à Igreja. Procuravam por um cofre e, percebendo não haver, saíram correndo, sem ferir ninguém. Já estamos tomando providências para reforçar a nossa segurança."