PUBLICIDADE
Topo

Juliana Dal Piva

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Depois do Rio, Lula vai a Bahia e outros quatro estados do Nordeste

Lula vai ao Rio e se encontra com deputados de outros partidos - Ricardo Stuckert
Lula vai ao Rio e se encontra com deputados de outros partidos Imagem: Ricardo Stuckert
Juliana Dal Piva

Juliana Dal Piva é formada pela Universidade Federal de Santa Catarina e possui mestrado pelo Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil (CPDOC) da Fundação Getulio Vargas. Trabalhou nos jornais O Dia, Folha de S. Paulo, O Estado de S. Paulo, O Globo e revista Época. Obteve oito premiações de jornalismo. Entre elas, o Prêmio Líbero Badaró de jornalismo impresso em 2014 e também foi menção honrosa do Prêmio Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos. Em 2019, recebeu ainda o Prêmio Relatoría para la Libertad de Expresión (RELE) da Comissão Interamericana de Direitos Humanos da OEA, pelo trabalho "Em 28 anos, clã Bolsonaro nomeou 102 pessoas com laços familiares".

Colunista do UOL

12/06/2021 04h00

Após a viagem ao Rio de Janeiro, o ex-presidente Lula vai visitar cinco estados do Nordeste. O petista vai visitar a Bahia, Pernambuco, Ceará, Piauí e Maranhão. As datas ainda estão sendo definidas, mas a coluna apurou que o início da viagem deve começar entre o fim deste mês e o início de julho.

Para evitar aglomerações, o PT está organizando apenas reuniões pequenas. Não está previsto nenhum evento aberto ao público. O objetivo é a retomada de contatos visando a construção de alianças para a eleição de 2022.

No Rio de Janeiro, Lula se reuniu na quinta-feira (10) com petistas e também ex-integrantes do partido. Estiveram no encontro os deputados federais Marcelo Freixo (PSB-RJ) e Alessandro Molon (PSB-RJ), que já foram do PT. Também estiveram presentes a presidente do PT, Gleisi Hoffmann, e a deputada federal Jandira Feghali (PCdoB-RJ), além dos deputados estaduais do RJ, Carlos Minc (PSB) e André Ceciliano (PT), presidente da Alerj (Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro).

Na sexta-feira, o ex-presidente reencontrou o prefeito do Rio, Eduardo Paes (PSD-RJ). Os dois eram próximos, mas andaram afastados depois da divulgação dos áudios pelo ex-juiz Sergio Moro durante as investigações da Lava-Jato.

Na ocasião, Paes falou a Lula: "O senhor é uma alma de pobre. Eu, todo mundo que fala aqui no meio, eu falo o seguinte: imagina se fosse aqui no Rio esse sítio dele, não é em Petrópolis, não é em Itaipava. É como se fosse em Maricá. É uma merda de lugar, porra!".

Desde o fim do ano passado, porém, os dois começaram a retomar o contato. Paes recebeu Lula no Palácio da Cidade para um almoço junto com o deputado federal Rodrigo Maia (DEM-RJ). Na conversa, o prefeito disse que pretende apoiar o presidente da OAB, Felipe Santa Cruz, para a disputa do governo do Rio em 2022.