Conteúdo publicado há 2 meses
Kennedy Alencar

Kennedy Alencar

Siga nas redes
Só para assinantesAssine UOL
Opinião

Lula quer apoio de Milei para fechar acordo entre Mercosul e União Europeia

Após Mercosul e União Europeia fracassarem em fechar um acordo comercial, o colunista do UOL Kennedy Alencar afirmou durante o programa Análise da Notícia que o presidente Lula (PT) irá tentar uma aliança com o presidente eleito da Argentina, Javier Milei, para salvar o acordo.

Lula precisa do apoio do Milei para fechar o acordo entre União Europeia e Mercosul. (...) é contraditório e, ao mesmo tempo em que Milei critica o Mercosul, acha uma boa que o Mercosul assine um acordo de livre-comércio com a União Europeia. Então, nesse sentido, uma aliança com Milei, que vai tomar posse no dia 10, pode ser importante para Lula tentar fechar esse acordo entre Mercosul e União Europeia até o terceiro mês do ano que vem. Kennedy Alencar

O Rio de Janeiro irá receber a Cúpula do Mercosul, da qual o Brasil está na presidência nos próximos dias. Entretanto, a Argentina será representada por seu atual presidente, Alberto Fernández. Havia expectativa de que o acordo pudesse ser fechado antes da posse do novo governante, mas parte da base governista de Fernández é contra. E, por isso, Lula irá tentar uma aproximação com Milei.

Alberto Fernández é de uma base peronista e, entre os peronistas, tem muita resistência de uma parte da base com a questão industrial do acordo. Então, Fernández já avisou a Lula que não vai ter como ajudar a acelerar as negociações ou a fechar o acordo. Em algum momento eles acharam que podiam fechar esse acordo antes da posse do Milei, no dia 10. Kennedy Alencar

Lula deseja salvar o acordo com rapidez, uma vez que em junho do próximo ano irá acontecer a eleição para o Parlamento Europeu e a situação pode mudar. Diante desse cenário, já houve até mesmo um aceno positivo da equipe de Milei para a efetivação do acordo.

A Diana Mondino, que vai ser a chanceler do Milei, esteve com o Mauro Vieira em Brasília e disse que tem simpatia pelo acordo entre Mercosul e União Europeia. O Lula conta com o acordo do Milie porque ele se diz ultra-liberal e alguém à favor de um acordo de livre comércio. Kennedy Alencar

Apesar de o presidente francês Emmanuel Macron se dizer contra o acordo durante a COP28, há otimismo pelo acordo após visita de Lula à Alemanha.

Para aprovar as questões econômicas, basta ter maioria simples no Conselho Europeu que reúne os chefes de estado dos 27 países membros. Então, se o Brasil tiver o apoio da Alemanha, Portugal, Espanha e de outros países, o Macron pode espernear e fazer um jogo de cena para a base dele na França e essa cláusula econômica pode ser aprovada. A questão do Macron é mais ruído do que uma verdadeira objeção ao acordo, que depende da força que o Milei venha a dar. Lula espera ter apoio do Milei e da Alemanha. Essa viagem do Lula para a Alemanha foi muito importante porque, além de reforçar laços entre Brasil e Alemanha, Lula pediu para o Scholz dar uma força para fechar esse acordo entre Mercosul e União Europeia. Kennedy Alencar

***

Continua após a publicidade

O Análise da Notícia vai ao ar às terças e quartas, às 18h30.

Onde assistir: Ao vivo na home UOL, UOL no YouTube e Facebook do UOL.

Veja abaixo o programa na íntegra:

Opinião

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes