Conteúdo publicado há 1 mês
Kennedy Alencar

Kennedy Alencar

Siga nas redes
Só para assinantesAssine UOL
Opinião

Na Colômbia, Lula tenta mais comércio e apoio para conter Maduro

O presidente Lula chega à Colômbia hoje (16) e, durante o programa Análise da Notícia, o colunista do UOL Kennedy Alencar afirmou que o presidente irá tratar questões comerciais com o presidente colombiano Gustavo Petro, além de discutir as eleições que acontecerão na Venezuela no próximo dia 28 de julho.

Lula quer mais comércio e ele quer conversar sobre a Venezuela com o Petro para conter o Maduro e segurar o Maduro. Kennedy Alencar

Amanhã (17) Lula irá participar de um fórum empresarial organizado pela ApexBrasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos) com empresários brasileiros e colombiano para tentar estreitar as relações comerciais entre os dois países e abrir o mercado. Apesar de em 2023 o Brasil ter exportado quase US$ 4 bilhões para a Colômbia e ter importado pouco mais de US$ 2 bilhões, as relações comerciais são consideradas pequenas se comparadas, por exemplo, com a relação entre Brasil e Argentina. Além disso, houve uma queda nas exportações brasileiras para a Colômbia, apesar de os números ainda serem positivos.

No ano passado houve uma queda nas exportações brasileiras para a América do Sul como um todo. Além disso, no primeiro trimestre de 2024 houve um aumento de 10% nas exportações para a China, 20% para os Estados Unidos, mas uma queda de 17,2% para a União Europeia e 21% para a América do Sul, sendo 28% para a Argentina e 34% para a Colômbia. Como tem espaço para crescer, um ponto importante da visita é a questão comercial. Kennedy Alencar

Além de a ApexBrasil levar um grupo de empresas de tecnologia para a Colômbia, o Brasil tentará avançar na questão da exportação de carne bovina e deverá assinar um acordo de exportação de carne suína nos próximos dias, ampliando o comércio entre os dois países.

Durante a visita, Lula também tentará afinar uma aliança com Gustavo Petro para tentar conter o presidente venezuelano Nicolás Maduro e suas decisões autoritárias.

Petro e Lula têm afinidades eletivas e uma posição parecida em relação à gaza e questões da Amazônia, mas a questão principal é Maduro. Petro e Maduro trocaram farpas e na última semana o presidente colombiano fez uma visita de amenidades à Venezuela. Petro e Lula já se manifestaram contra a decisão de candidatos serem inabilitados na disputa das eleições venezuelanas e Lula vai tentar afinar uma aliança para conter Maduro. Ambos estão preocupados com o dia 28 de julho, que é a data da eleição na Venezuela. Kennedy Alencar

***

O Análise da Notícia vai ao ar às terças e quartas, às 13h e às 14h30.

Continua após a publicidade

Opinião

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL.

Deixe seu comentário

Só para assinantes