PUBLICIDADE
Topo

Mauricio Stycer

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Nem Globo nem Record citam nome de Doria no evento de vacinação infantil

O governador João Doria acompanhou de perto a vacinação contra covid da primeira criança no Estado de São Paulo  - Governo do Estado de São Paulo
O governador João Doria acompanhou de perto a vacinação contra covid da primeira criança no Estado de São Paulo Imagem: Governo do Estado de São Paulo
Conteúdo exclusivo para assinantes
Mauricio Stycer

Mauricio Stycer é jornalista desde 1985. Repórter e crítico do UOL, colunista da Folha de S.Paulo, passou por Jornal do Brasil, Estadão, Folha, Lance!, Época, CartaCapital, Glamurama Editora e iG. É autor de "Topa Tudo por Dinheiro - As muitas faces do empresário Silvio Santos" (editora Todavia, 2018).

Colunista do UOL

14/01/2022 21h21

A participação do governador João Doria (PSDB) na cerimônia de vacinação contra covid-19 da primeira criança em São Paulo foi ignorada pelos telejornais da Globo e da Record na noite de sexta-feira (14).

"Jornal da Record" e "Jornal Nacional", aparentemente, tiveram a percepção que o ato carregava um componente eleitoral. Essa foi a crítica feita por adversários políticos do governador.

Doria foi criticado pelo ministro da Saúde, Marcelo Queiroga. "O político João Doria subestima a população. Está com as vacinas do governo brasileiro e do povo brasileiro em mãos fazendo palanque. Acha que isso vai tirá-lo dos 3%. Desista! Seu marketing não vai mudar a face da sua gestão", escreveu no Twitter.

O "Jornal da Record" até exibiu a imagem do governador ao lado da primeira criança vacinada, mas não mencionou o seu nome. O "Jornal Nacional" foi ainda mais radical e escolheu imagens em que não era possível ver o rosto de Doria.

"Hoje em SP foi aplicada a primeira dose pediátrica de vacina contra covid numa cerimônia simbólica", disse o telejornal, lembrando que "na maioria dos Estados, a vacinação começa na segunda-feira".

O "Jornal da Band" citou Dória, mas registrou a conexão eleitoral do ato ao dizer: "Em São Paulo, para marcar posição pró-vacina, João Dória, governador paulista e pré-candidato do PSDB, participou da imunização da primeira criança no país, um menino de 8 anos da etnia xavante".

Doria surgiu falando no "Jornal da Cultura", mantido pelo governo paulista. "Praticamente um ano atrás nós vacinamos aqui a primeira pessoa brasileira. A enfermeira Mônica Calazans. Essa foi a enfermeira que deu a vacina na Mônica. E a Jessica vai dar também a primeira vacina numa criança".

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL