PUBLICIDADE
Topo

UOL Confere

Uma iniciativa do UOL para checagem e esclarecimento de fatos


Posts atribuem frases inventadas a pessoas conhecidas; saiba como checar

Bernardo Barbosa

Do UOL, em São Paulo

12/04/2022 18h05

Na última semana, o UOL Confere e o Projeto Comprova publicaram checagens de posts que usavam o mesmo tipo de desinformação: atribuir uma frase inventada a uma pessoa conhecida, em geral citando outras personalidades na suposta declaração. A boa notícia é que esse tipo de fake news costuma ser fácil de desmentir — e você mesmo pode fazer isso. Veja abaixo as checagens e saiba como verificar se uma declaração é real ou não.

  • É falso que Barroso tenha se declarado contra reeleição de Bolsonaro

É falso que o ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Luís Roberto Barroso tenha dito a frase "Bolsonaro será reeleito se passarem por cima do meu cadáver", como publicou um blog anônimo. O post não tem a data de quando foi publicado, nem dos supostos fatos que relata. Não há qualquer registro de que Barroso tenha dado tais declarações. O UOL Confere e o Projeto Comprova checaram este boato.

  • Montagem falsifica notícia para dizer que Suzane von Richthofen apoia Lula

É falso que o site G1 tenha publicado uma reportagem dizendo que Suzane von Richthofen pediu que jovens regularizem o título de eleitor para votar no ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Por meio de buscas na internet e análises da imagem supostamente atribuída ao G1, o UOL Confere descobriu que se trata de uma montagem.

  • É falso que Bolsonaro disse que 'vai morrer muita gente' se Lula for eleito

É falso que o presidente Jair Bolsonaro (PL) tenha dito ao jornal O Estado de S. Paulo que, "se insistirem" na eleição do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), "vai morrer muita gente". Não há qualquer registro de que Bolsonaro tenha dado tal declaração, mostrou checagem do UOL Confere.

  • Atriz não prometeu sexo em caso de reeleição de Bolsonaro

É falso um texto de blog sem autoria conhecida segundo o qual a atriz Alinne Moraes teria dito que "faria sexo com 100 eleitores do atual presidente Bolsonaro caso o mesmo seja reeleito". O conteúdo diz que a informação foi retirada de uma entrevista publicada pela revista Claudia em janeiro deste ano. No entanto, o texto original da revista não contém essa declaração. Leia a checagem feita pelo Projeto Comprova.

Dicas para reconhecer uma declaração falsa

Conteúdos falsos são criados para mexer com nossas emoções. Veja algumas dicas para descobrir se uma frase foi realmente dita ou não:

  • Quando uma declaração muito chamativa for atribuída a uma pessoa conhecida, desconfie: será que aquela frase não foi inventada apenas para chamar sua atenção nas redes?
  • Uma busca no Google por aquela declaração costuma revelar se aquilo foi dito ou não por aquela pessoa;
  • Observe se o conteúdo que você viu tem data e autoria, e se ele informa quando aquela declaração teria sido dita;
  • Faça buscas e veja se existe alguma gravação daquela frase em áudio ou vídeo.

Se você ainda tiver dúvidas, procure iniciativas de checagem como o UOL Confere (emails para uolconfere@uol.com.br) e o Projeto Comprova (via WhatsApp em 11 97045-4984).

O UOL Confere é uma iniciativa do UOL para combater e esclarecer as notícias falsas na internet. Se você desconfia de uma notícia ou mensagem que recebeu, envie para uolconfere@uol.com.br.