Topo

Em noite tensa, Pedrinhas (MA) tem motim e preso assassinado

Do UOL, em Maceió

2014-09-19T00:54:12

19/09/2014 00h54

Um preso foi encontrado morto pela polícia na noite desta quinta-feira (18), no CDP (Centro de Detenção Provisória) do complexo penitenciário de Pedrinhas, em São Luís (MA). Foi a 17ª morte no complexo só neste ano. Segundo a Secretaria de Estado Justiça e Administração Penitenciária, o preso assassinado foi Hélio da Silva Sousa, 21. O governo não informou sob qual acusação o jovem estava detido.

Ainda nesta quinta-feira houve um motim no Presídio São Luís 2, dentro de Pedrinhas, mas que já teria sido controlado. A Tropa de Choque e o Grupo Especial de Operações Penitenciárias foram acionados e controlaram a situação entre os detentos, que protestavam contra transferências para um novo presídio. Nesta madrugada, a segurança em Pedrinhas foi reforçada.

A crise no complexo levou, nessa quarta-feira (17), o secretário de Estado da Justiça e da Administração Penitenciária, Sebastião Uchoa, a entregar o cargo. A governadora Roseana Sarney (PMDB) nomeou interinamente o secretário de Segurança Pública, Marcos Affonso Junior, para responder pela pasta.

Sebastião Uchôa esteve à frente do sistema prisional durante o ápice da crise do complexo de Pedrinhas, entre o final de 2013 e o início deste ano. Em outubro de 2013, o governo chegou a decretar estado de emergência nas cadeias do Maranhão. Em 2013, pelo menos 60 presos foram mortos nas unidades do complexo.

Nesta quinta-feira, os oficiais de Justiça do Maranhão informaram à Corregedoria de Justiça que se recusam a entrar em Pedrinhas por causa da falta de segurança dentro das sete unidades prisionais do complexo.

Fugas

A nova crise em Pedrinhas teve início nesta semana, após 49 presos fugirem do complexo. Até a madrugada de sexta-feira apenas três haviam sido recapturados.

A última fuga ocorreu no Presídio São Luís 1, em Pedrinhas, quando 13 internos escaparam na madrugada desta quarta-feira. Já outros 36 presos fugiram no último dia 10 do CDP depois que um caminhão derrubou um muro para que eles escapassem.

O diretor da Casa de Detenção de Pedrinhas, Claúdio Barcelos, foi preso na última segunda-feira (15), acusado de receber dinheiro para facilitar a fuga de presos. Ele foi afastado do cargo e está custodiado no quartel da PM (Polícia Militar) em São Luís.

Mais Cotidiano