Topo

PMs danificam carro na zona sul de SP; Corregedoria vê "ação equivocada"

Luís Adorno

Do UOL, em São Paulo

17/09/2019 15h16Atualizada em 17/09/2019 19h49

Resumo da notícia

  • Policiais militares foram filmados depredando um carro
  • Caso ocorreu no Parque Bristol, na zona sul de SP
  • Ainda não se sabe quando o fato ocorreu, mas é recente

Policiais militares foram filmados por moradores do Parque Bristol, na zona sul de São Paulo, depredando um carro modelo Chevrolet Corsa durante uma abordagem na madrugada de domingo (15). O flagrante ocorreu na rua Jorge Morais.

Pelo vídeo, é possível ver que o motorista do carro tenta dar marcha à ré enquanto chega a viatura da PM. Ao chegarem próximos ao Corsa, um policial esvazia um dos pneus. Depois, quem estava dentro do carro foi agredido pelos policiais.

Na sequência, as pessoas do carro saíram correndo e os policiais começaram a atacar o carro com um objeto semelhante a um cassetete. Primeiro, atingiram a parte traseira, depois, o vidro dianteiro. Depois, entraram na viatura e aceleraram.

A Corregedoria da PM instaurou inquérito policial militar para investigar o caso na tarde de hoje, assim que o UOL enviou o vídeo para o órgão. O corregedor, coronel Marcelino Fernandes, afirmou que, assim que identificados, os PMs serão afastados da rua. "Condutas como essa são reprováveis e punidas com o rigor da lei nas esferas penal militar e disciplinar", disse.

Em nota, a Corregedoria informou que as imagens "denotam uma ação equivocada da parte de alguns policiais militares do 46º Batalhão de Polícia Militar Metropolitano que, em circunstâncias a serem esclarecidas, durante o serviço, aparecem danificando um veículo automotor em via pública".

"Como medida cautelar e visando à correta e transparente apuração dessa ocorrência, foi determinada uma imediata apuração dos fatos, objetivando rapidamente identificar os policiais militares envolvidos, os quais serão preventivamente afastados do serviço operacional naquela região até a conclusão final das investigações", complementou.

A PM informou que "não compactua com desvios de comportamento de seus profissionais, tendo total interesse na correta apuração dos fatos e na responsabilização dos envolvidos, nos termos da lei".

Segurança pública