Conteúdo publicado há 2 meses

Governo de AL vai à Justiça para que Braskem dê informações sobre colapso

O governo de Alagoas entrou na Justiça para ter acesso a informações da Braskem sobre colapso de suas minas em Maceió, afirmou o governador Paulo Dantas (MDB-AL) durante entrevista ao UOL News desta sexta-feira. Uma liminar já foi concedida, mas já há outro processo judicializado.

Entramos com uma medida judicial e foi concedida uma liminar para que a Braskem passe todas as informações que obtém para o gabinete de crise do governo de Alagoas, mediante as informações que já existem. Nós judicializamos também contra a empresa a medida que nós conseguimos concluir os estudos e esse processo já se encontra na Justiça. Não fizemos nenhum tipo de acordo. Paulo Dantas, governador de Alagoas (MDB-AL)

Precisamos de informações precisas. O que temos até agora: que pode acontecer um colapso pequeno, médio ou grande. Paulo Dantas, governador de Alagoas (MDB-AL)

O governador diz que é preciso deixar claro que o que está ocorrendo não é um desastre ambiental, mas sim um crime.

Gostaria de deixar claro: não é um desastre ambiental. É um crime ambiental causado pela empresa Braskem que atingiu 20% da nossa capital, cinco bairros, 100 mil pessoas foram afetadas, tiveram que se deslocar de suas casas. Tiveram um sofrimento enorme, perderam vínculos. Paulo Dantas, governador de Alagoas (MDB-AL)

Essas vítimas nunca forma de maneira adequada indenizadas. Essa é nossa luta constante desde o ano de 2018 para que as famílias e os comerciantes sejam indenizados. Para que passem por essa dificuldade com o menor dano. Isso a Braskem não fez. Paulo Dantas, governador de Alagoas (MDB-AL)

Dantas tenta tranquilizar turistas que possuem viagens para o estado, já que, segundo ele, o problema afeta só um bairro até agora e ele é distante de atrativos, como as praias.

Quero falar para todos do Brasil que não cancelem a viagem. O problema é isolado na área do Mutange, em um bairro que fica margeando a Lagoa Mundaú. Fica distante das praias de Maceió, esse bairro está todo isolado. Paulo Dantas, governador de Alagoas (MDB-AL)

A gente pede para que as pessoas obedeçam toda recomendação por parte do governo de Alagoas para não navegarem, andarem nem trafegarem na região. Agora, as outras áreas, bairros e praias, aqui está tudo pronto para termos o melhor verão de todos os anos que já tivemos aqui. Paulo Dantas, governador de Alagoas (MDB-AL)

Continua após a publicidade

Associação alerta para colapso em cadeia em Maceió: 'Onde há lugar seguro?'

Apesar da fala do governador, o empresário e presidente da Associação de Empreendedores e Vítimas da Mineração em Maceió, Alexandre Sampaio, alertou no UOL News para o grande risco de colapso em cadeia do que está acontecendo na capital Maceió. Ele também questiona o papel das autoridades.

Eles dizem: vão para um lugar seguro. Mas eu pergunto para o geólogo, para o chefe da Defesa Civil, o prefeito de Maceió, onde há lugar seguro no entorno do mapa? Alguém pode garantir que aquelas pessoas estão em segurança podendo haver um colapso em cadeia dessas minas? Alexandre Sampaio, da Associação de vítimas de Maceió

O grande risco, que as autoridades não estão falando e que eu tenho o dever de dizer porque conversei com geólogos e geofísicos, estou acompanhando isso há 5 anos, é que pode haver reação em cadeia. Se houver, não há caso parecido na literatura mundial. Não há como fazer modelos matemáticos precisos. Não há como a Defesa Civil, resumindo, garantir que [todos da] população ali vizinha do mapa de risco [...] estejam seguros. Alexandre Sampaio, da Associação de vítimas de Maceió

O UOL News vai ao ar de segunda a sexta-feira em duas edições: às 10h com apresentação de Fabíola Cidral e às 17h com Diego Sarza. O programa é sempre ao vivo.

Continua após a publicidade

Quando: De segunda a sexta, às 10h e 17h.

Onde assistir: Ao vivo na home UOL, UOL no YouTube e Facebook do UOL.

Veja a íntegra do programa:

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes