PUBLICIDADE
Topo

Ibope: Paes lidera 2º turno no Rio com 53%; Crivella aparece com 23%

Eduardo Paes (DEM) e Marcelo Crivella (Republicanos) disputarão o segundo turno no Rio de Janeiro - André Melo Andrade/Immagini/Estadão Conteúdo e Reginaldo Pimenta/Agência O Dia/Estadão Conteúdo
Eduardo Paes (DEM) e Marcelo Crivella (Republicanos) disputarão o segundo turno no Rio de Janeiro Imagem: André Melo Andrade/Immagini/Estadão Conteúdo e Reginaldo Pimenta/Agência O Dia/Estadão Conteúdo

Do UOL, no Rio e em São Paulo

18/11/2020 19h16

A primeira pesquisa Ibope para o 2º turno da eleição para a Prefeitura do Rio de Janeiro mostra o ex-prefeito Eduardo Paes (DEM) com 30 pontos de vantagem sobre Marcelo Crivella (Republicanos), atual prefeito da cidade. O levantamento contratado pela TV Globo foi divulgado hoje à noite.

Segundo o Ibope, Paes tem 53%, enquanto Crivella aparece com 23% dos votos totais, que somam também brancos e nulos. Considerando a margem de erro, que é de três pontos percentuais para mais ou para menos, o ex-prefeito do Rio tem entre 56% e 50%, enquanto Crivella varia entre 20% e 26%. Brancos e nulos somaram 21%. Outros 2% não souberam ou preferiram não responder.

Este é o primeiro levantamento do instituto realizado após a confirmação do segundo turno, no último domingo (15), quando Paes foi o primeiro colocado, com 37,01% dos votos válidos, contra 21,90% de Crivella.

Líder com folga no primeiro turno, Paes já recebeu o apoio do PT, que ficou em quarto lugar na disputa com Benedita da Silva. Já Crivella segue isolado, diante do fato de ter centrado sua campanha no apoio do presidente Jair Bolsonaro (Sem partido). Já o PDT, terceiro lugar com a deputada estadual Delegada Martha Rocha, decidiu não apoiar nenhum dos candidatos.

Intenções de votos totais no 2º turno

  • Eduardo Paes (DEM): 53%
  • Marcelo Crivella (Republicanos): 23%
  • Branco e nulos: 21%
  • Não sabem ou não responderam: 2%

Intenções de votos válidos

Considerando outra projeção, apenas com os votos válidos, ou seja, excluídos brancos, nulos e abstenções, Paes abre grande vantagem. Para ser eleito no segundo turno, um candidato precisa atingir 50% mais um do total de votos válidos — a maioria simples.

  • Eduardo Paes (DEM): 69%
  • Crivella (Republicanos): 31%

Destaque por segmento

Entre os recortes feitos pelo Ibope, Paes demonstra mais intenções de voto conforme aumenta a renda familiar dos consultados no levantamento. O ex-prefeito tem 63% entre aqueles com renda maior que cinco salários mínimos, enquanto tem 47% entre os entrevistados com renda de até um salário.

Paes é preferência também entre os mais jovens, na faixa de idade de 16 a 24 anos, e entre os mais velhos, com idade superior a 55 anos. Em ambos os grupos ele tem 61%.

Entre os católicos, o ex-prefeito tem 64% das intenções e também vai bem no grupo que avalia a atual gestão de Crivella como ruim ou péssima, obtendo 68% da preferência.

Já Crivella tem destaque entre os homens, com 31%, e na faixa etária entre 35 e 44 anos, também com 31%. O prefeito, que é é bispo licenciado da Igreja Universal do Reino de Deus, tem 45% da preferência entre os evangélicos e 77% entre aqueles que avaliam sua gestão como boa ou ótima.

Para este levantamento, o Ibope conversou com 1.001 pessoas entre anteontem e hoje. Encomendada pela TV Globo, a pesquisa foi registrada no TRE-RJ (Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro) sob o protocolo RJ-00797/2020.

O levantamento tem nível de confiança estimado em 95%, o que significa dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem o atual momento eleitoral, considerada a margem de erro.