PUBLICIDADE
Topo

Covid-19: Trump não segue orientações da OMS ao assinar plano no Salão Oval

Donald Trump e integrantes de seu gabinete assinam plano econômico de US$ 2 trilhões - Reprodução
Donald Trump e integrantes de seu gabinete assinam plano econômico de US$ 2 trilhões
Imagem: Reprodução

Do UOL, em São Paulo

27/03/2020 20h44

O presidente norte-americano Donald Trump não seguiu as recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS) para se proteger do coronavírus ao assinar, hoje, um megaplano econômico de US$ 2 trilhões no Salão Oval.

Pelas fotos é possível observar que o presidente juntou 15 pessoas — incluindo integrantes republicanos no Congresso, de seu gabinete e da força-tarefa contra a covid-19 — no local, não respeitando a isolamento social que tanto os especialistas sugerem.

O contato próximo — como um simples ato de dividir uma caneta, como fez Trump ao assinar o documento — vai contra as orientações de toda a comunidade médica.

Segundo os especialistas, reuniões de mais de 10 pessoas devem ser evitadas para ajudar a impedir a propagação de novos coronavírus.

Além do grupo grande, a idade dos membros presentes na reunião também vai contra o que diz a OMS. De acordo com uma tabela da CNN, a idade média das 16 pessoas no Salão Oval era de 65,8 anos — ou seja, que estão no grupo de risco para a doença.

Os Centros de Controle e Prevenção de Doenças já disseram que qualquer pessoa com mais de 65 anos corre alto risco de sofrer sintomas graves devido à exposição ao vírus.

O número de repórteres e correspondentes autorizados a cobrir as coletivas da Casa Branca foi restrito para permitir que os membros da imprensa se sentassem distantes, e o número de pessoas reunidas no pódio atrás do presidente durante as entrevistas diminuiu nos últimos dias.

Internacional