Conteúdo publicado há 7 meses

Hamas diz que planeja libertar estrangeiros mantidos reféns: 'Convidados'

O Hamas planeja libertar todos os reféns estrangeiros conforme o grupo conseguir verificar suas identidades e avaliar a "situação" ideal para a soltura, afirmou em um comunicado o porta-voz da Brigada Al Qassam (o braço armado do Hamas), Abo Obaida.

O que ele disse

"Libertaremos todos os estrangeiros mantidos em cativeiro em Gaza, pois não tivemos tempo de verificar suas identidades durante a captura. Nós os consideraremos como convidados até que a situação permita a libertação", diz uma nota acompanhada de um vídeo de Abo Obaida, ambos publicados no Telegram do grupo.

"Os estrangeiros que estiverem servindo [ao Exército de Israel] serão tratados como soldados", continua o comunicado.

O grupo extremista diz ter entre 200 e 250 reféns israelenses. Não há detalhes de quantos são civis e quantos são militares. Até a última atualização, Israel dizia que o Hamas mantinha 199 sequestrados no total —incluindo estrangeiros.

O Hamas ainda rejeitou acusações de que "maltrata" os sequestrados e acusou Israel de atrasar as liberações. "Não podemos saber exatamente quantos [israelenses estão reféns] porque a ocupação israelense tem bombardeado sem parar, o que os levou a matar 22 de seus cidadãos —o último há dois dias, o artista israelense Guy llouz", alegou a organização extremista.

Hamas divulgou vídeo de susposta sequestrada

O grupo extremista divulgou um vídeo com uma suposta refém capturada durante o festival de música eletrônica no último dia 7 de outubro.

Nas imagens, a jovem se apresenta como a israelense Mia Schem, de 21 anos, e pede para "voltar para casa".

Continua após a publicidade

Estou em Gaza. Fizeram uma cirurgia que demorou três horas, e está tudo bem. Só peço que me devolvam para casa o mais rápido possível, me devolvam para minha família, por favor nos tirem daqui o mais rápido possível.
Israelense Mia Schem em vídeo divulgado pelo Hamas

Deixe seu comentário

Só para assinantes