Conteúdo publicado há 4 meses

Ex-policial condenado pela morte de George Floyd é esfaqueado na prisão

Um ex-policial condenado pelo assassinato de George Floyd foi esfaqueado na prisão.

O que aconteceu

Derek Chauvin foi atacado por outro preso na sexta (24) em uma prisão federal de segurança média no Arizona. As informações são da agência Associated Press.

Ele foi levado ao hospital e está gravemente ferido. O Bureau of Prisons, responsável pela administração das prisões nos EUA, diz que o incidente ocorreu às 12h30, mas não detalhou o caso.

Funcionários contiveram o incidente e realizaram medidas que salvaram vidas antes que o recluso fosse levado a um hospital para tratamento e avaliação adicionais.
Comunicado do Bureau of Prisons

Chauvin foi enviado para a FCI Tucson, onde aconteceu o ataque, em agosto de 2022 para cumprir simultaneamente uma sentença federal de 21 anos por violação dos direitos civis de Floyd e uma sentença de 22,5 anos por assassinato em segundo grau.

Na ocasião, o advogado de Chauvin, Eric Nelson, defendeu mantê-lo fora da população geral do presídio dizendo ele poderia ser um alvo.

Derek Chauvin é o policial que pressionou um joelho no pescoço de George Floyd, um homem negro, por 9 minutos e meio em frente a uma loja de conveniência onde Floyd era suspeito de tentar passar uma nota falsa de US$ 20. O caso aconteceu em 25 de maio de 2020.

O caso causou revolta após um vídeo onde Floyd grita repetidamente "Não consigo respirar". Sua morte causou protestos em todo o mundo contra a brutalidade policial e o racismo.

A defesa de Chauvin tenta reverter sua sentença alegando que novas evidências mostram que ele não causou a morte de Floyd. Na semana passada, a Suprema Corte dos EUA rejeitou um recurso de Chauvin contra sua condenação por homicídio.

Continua após a publicidade

Além de Chauvin, três ex-policiais também foram condenados pela morte de Floyd.

Deixe seu comentário

Só para assinantes