Conteúdo publicado há 4 meses

Hamas divulga vídeo da libertação de primeiros reféns após cessar-fogo

O Hamas divulgou imagens da libertação do primeiro grupo de reféns após o acordo de cessar-fogo com Israel. Todos tinham sido sequestrados no dia 7 de outubro.

O que aconteceu

O vídeo de dois minutos, publicado no Telegram, mostra os reféns sendo transferidos de veículos do grupo extremista para vans da Cruz Vermelha. O grupo de 24 pessoas, sendo 13 israelenses, foi levado para fora da Faixa de Gaza através da fronteira com o Egito e, depois, encaminhado a Israel.

Nas imagens é possível ver idosas e uma criança, além de mulheres e alguns homens. Estes últimos seriam alguns dos 10 tailandeses e um filipino que também foram libertados nesta sexta-feira (24).

A Cruz Vermelha Internacional confirmou a operação: "A dor profunda que os membros da família separados de seus entes queridos sentem é indescritível. Estamos aliviados com o fato de que alguns serão reunidos após uma longa agonia", disse Fabrizio Carboni, diretor-regional do Comitê Internacional da Cruz Vermelha para o Oriente Próximo e Médio.

A lista de israelenses é composta por nove mulheres e quatro menores de idade. Saiba quem são.

Em Israel, os reféns serão encaminhados para hospitais. O Ministério da Saúde informou que o Soroka Medical Center, o Schneider Children's Medical Center, o Shamir Medical e o Wolfson Medical Center estão preparados para receber os 24 reféns libertados, segundo informou o jornal Times Of Israel.

Eles receberão atendimento médico e psicológico e poderão ligar para suas famílias. Militares israelenses publicaram uma nota pedindo ao público por "paciência e sensibilidade, e respeito à privacidade dos reféns libertados e da família deles".

Acordo e libertação de palestinos

Pessoas aguardam a liberação de palestinos detidos do lado de fora da prisão de Ofer, na Cisjordânia
Pessoas aguardam a liberação de palestinos detidos do lado de fora da prisão de Ofer, na Cisjordânia Imagem: 24.nov.2023-Jaafar Ashtiyeh/AFP
Continua após a publicidade

Hamas e Israel firmaram cessar-fogo de quatro dias em troca de libertaões mútuas. Cerca de 240 pessoas estavam sendo feitas reféns pelo Hamas desde o início do conflito.

Após a libertação pelo Hamas, 39 mulheres e adolescentes palestinos detidas em Israel foram libertadas hoje, disse o ministro das Relações Exteriores do Qatar, que intermedeia o primeiro cessar-fogo da guerra.

Este é o primeiro grupo de pessoas detidas a ser liberado após o cessar-fogo. A expectativa é de que 150 sejam soltos nos próximos dias de trégua.

Continua após a publicidade

Deixe seu comentário

Só para assinantes