PUBLICIDADE
Topo

Meio Ambiente

Queimadas em São Paulo registram alta de 106% em 2020

Vista de queimada em área de Cerrado em São José dos Campos (SP) - Lucas Lacaz Ruiz/Fotoarena/Folhapress
Vista de queimada em área de Cerrado em São José dos Campos (SP) Imagem: Lucas Lacaz Ruiz/Fotoarena/Folhapress

Do UOL, em São Paulo

16/09/2020 16h28

São Paulo viu a quantidade de queimadas no Estado subir 106% neste ano em comparação com o mesmo período do ano passado. De 1º de janeiro a 15 de setembro, foram registrados 4.293 focos de incêndio florestal contra 2.080 até setembro de 2019. Os dados são do Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais).

Com isso, o número de focos de incêndio identificados até agora já supera em 39% todas as queimadas monitoradas pelos satélites do Inpe em todo o ano de 2019, quando foram confirmadas 3.075 queimadas.

Em São Paulo, os dados mais atualizados apontam que os focos de incêndio se concentram 51,2% no Cerrado e 48,8% na Mata Atlântica. Só em agosto, o Inpe registrou 1.111 focos de incêndio no Estado. Ainda de acordo com o Instituto, quando comparados os períodos de janeiro e agosto, a alta de queimadas é de 57% em São Paulo.

Setembro foi o mês com mais queimadas: dos 4.293 focos detectados pelo Inpe em todo o ano, 3.658 aconteceram neste mês. Um aumento percentual de mais de 200% em relação a agosto.

Meio Ambiente