Deputado Wladimir Costa (SD-PA) agride homem durante evento; assista

Lucas Borges Teixeira

Colaboração para o UOL

  • Reprodução/Facebook

O deputado federal Wladimir Costa (SD-PA) aparece agredindo um homem com um golpe no rosto, em um vídeo que circula pelas redes sociais (assista abaixo). A agressão acontece durante um evento em Jacundá, interior do Pará, realizado noite da última quinta-feira (26), após um comentário sobre a tatuagem temporária em homenagem a Michel Temer, feita pelo político.

Costa discursava no evento, organizado pela Prefeitura de Jacundá, a cerca de 430 km de Belém, quando foi interrompido por um cidadão. "Meu amigo, tu fala, fala. Quer vir falar aqui no microfone?", questionou o deputado após ouvir um grito.

Depois de uma suposta negativa, Costa decide levar o microfone até o homem. "O que você quer reclamar, meu irmão?", questiona o deputado ao chegar perto do cidadão. "Explica a tatuagem do Temer na sua bunda, por favor", responde ele. Ao ouvir a provocação, Costa reage desferindo golpe contra o rosto do homem. 

Leia também: 

"Respeita cara de homem, vagabundo. Homem, para mim, tem que respeitar cara de homem", continuou ao deputado, no microfone, enquanto se afastava do local e o cidadão era empurrado por alguns presentes. "Homem safado apanha na cara", conclui.

O homem agredido foi identificado como o professor Therezo Neto, ex-vereador da cidade. Ele compareceu à delegacia de Jacundá na noite da quinta e registrou um boletim de ocorrência contra o deputado por agressão.

Em nota enviado ao UOL, o Sindicato dos Trabalhadores da Educação Pública do Pará (Sintepp) declarou que considera "constrangedor, paradoxal e repugnante a violência praticada por um personagem de mandato político federal investigado por corrupção".

"O Sintepp se solidariza ao professor e orienta que se tome as providências cabíveis jurídicas contra este lamentável e triste acontecimento que afronta a democracia do nosso país", conclui a nota.

Também por meio de nota, a assessoria do deputado afirma que ele reagiu a agressões verbais e a um chute do ex-vereador, algo que não é possível identificar no vídeo.

"Diante dessa sequência de ofensas, por se tratar de uma pessoa pública, que estava ali naquele momento no uso de suas atribuições como parlamentar, mas acima de tudo como homem, pai de família e cidadão, o Deputado Wladimir reagiu como forma de compelir a injusta agressão que vinha sofrendo", diz a nota.

A assessoria negou ainda que os homens que empurram Therezo na sequência da agressão sejam seguranças do deputado. "O parlamentar informa que já denunciou o agressor à polícia local e pretende acioná-lo na Justiça, acreditando na isenção das autoridades policiais, do Ministério Público e do Judiciário", conclui a nota.

O UOL não conseguiu contato com Therezo Neto ou a Prefeitura de Jacundá, realizadora do evento, até o fechamento da matéria.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos