Topo

Bolsonaro anuncia que ministro da gestão Temer continuará à frente da CGU

Do UOL, no Rio

20/11/2018 09h38

O presidente da República eleito, Jair Bolsonaro (PSL), anunciou em sua conta no Twitter, nesta terça-feira (20), que o auditor federal Wagner de Campos Rosário seguirá à frente da CGU (Controladoria-Geral da União).

Rosário, que passará a integrar o governo de Bolsonaro a partir do dia 1º de janeiro, já ocupa o cargo de ministro da Transparência e Controladoria-Geral da União no governo do presidente Michel Temer (MDB).

Desde maio de 2017 à frente da pasta, Rosário assumiu a gestão interina do ministério depois da saída do ministro Torquato Jardim. Em junho deste ano, ele foi oficializado no cargo.

Graduado em Ciências Militares pela Academia das Agulhas Negras e mestre em Combate à Corrupção e Estado de Direito pela Universidade de Salamanca, na Espanha, o ministro também já atuou como oficial do Exército.

Wagner de Campos Rosário, 42, é auditor federal de finanças e controle desde 2009. Tornou-se o primeiro servidor de carreira da CGU a assumir o cargo de secretário-executivo e ministro da pasta.

Mais Política