PUBLICIDADE
Topo

Política

Conteúdo publicado há
1 mês

Renan Filho sobre Bolsonaro: 'Quem ouve pouco, erra sozinho'

Governador de Alagoas, Renan Filho (MDB) - Márcio Ferreira/Divulgação
Governador de Alagoas, Renan Filho (MDB) Imagem: Márcio Ferreira/Divulgação

Colaboração para o UOL

07/05/2021 11h11

Em entrevista à GloboNews, o governador de Alagoas, Renan Filho (MDB), falou sobre as acusações de desvio de verba no estado e comentou a solicitação feita pelo presidente Jair Bolsonaro para a investigação na CPI da Covid.

"O Governo Federal muitas vezes age de forma errada. Quando ele me ligou ele disse que não era o melhor momento para a CPI, na ocasião eu concordei, mas confesso que acho que quem tem que dizer se é o melhor momento ou não é o Congresso Nacional. Mas me coloquei à disposição para dialogar e encontrar caminhos para o país, pois acredito que a CPI pode nos ajudar a encontrar caminhos para o combate a pandemia. Na ligação ele disse que estava com saudade das nossas peladas, e depois tem esse posicionamento equivocado", disse.

"Na hora de salvar vidas e respeitar o que é recomendado o governo se equivocou. O Bolsonaro ouve muito pouco, e quem ouve muito pouco erra sozinho", completou.

O político afirmou que o governo de Alagoas não tem investigações em andamento e disse que o presidente fala pouco sobre as investigações dos filhos Eduardo e Flávio Bolsonaro.

"O que isso parece é que essa investigação seria uma retaliação à CPI, investigar um governador que é filho do relator da CPI... Vale lembrar que Alagoas não tem nenhuma investigação em curso. Mas o presidente Jair Bolsonaro sempre falou muito pouco sobre as investigações dos seus próprios filhos, que no caso estão em curso", disse Renan Filho.

Política