PUBLICIDADE
Topo

Política

Conteúdo publicado há
1 mês

Senador Alessandro Vieira acusa Aras de ser "político vestido de PGR"

O senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE) - Pedro França/Agência Senado
O senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE) Imagem: Pedro França/Agência Senado

Do UOL, em São Paulo

18/10/2021 22h29

O senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE) acusou Augusto Aras de ser um "político vestido de procurador-geral da República", durante participação no programa "Roda Viva", da TV Cultura, na noite de hoje. A declaração foi feita pelo parlamentar ao ser questionado se Aras poderia fazer com que a CPI da Covid acabe em "pizza".

Não, eu acho que você tem mecanismos para enfrentar eventuais inércias do procurador Augusto Aras, que é a ação penal privada subsidiária da pública. Eu acredito que ela nunca foi utilizada nesse nível, numa omissão de um PGR. Mas quando você tem uma figura como o Augusto Aras, que é um político vestido de procurador-geral da República, político no pior sentido... você tem que pensar nas piores alternativas que você possa ter. Senador Alessandro Vieira durante o 'Roda Viva'

Indicado pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido), Augusto Aras tomou posse em setembro para seu segundo mandato de dois anos à frente da PGR (Procuradoria-Geral da República), após sabatina realizada no Senado. A recondução de Aras ao cargo de PGR recebeu 55 votos favoráveis e somente 10 contrários.

Em discurso de cerca de 20 minutos, ele pregou união do Poder Judiciário e respeito à Constituição, reforçando que a PGR não será usada para disputas políticas, nem para perseguição. O PGR ainda reiterou sua "lealdade" à Constituição e à democracia, e definiu seus primeiros dois anos de atuação no cargo como "imparciais".

Vieira participou do programa ao lado de outro colega, senador Fabiano Contarato (Rede-ES). Ambos se tornaram figuras atuantes em sessões da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) que investiga eventuais ações e omissões do governo de Bolsonaro durante a pandemia da covid-19.

Participaram da bancada entrevistadores Renato Machado, repórter do jornal "Folha de S.Paulo" em Brasília; Rachel Vargas, repórter da CNN Brasil; Cezar Feitoza, repórter da rádio CBN; Júlia Schiaffarino, editora do site "Congresso em Foco"; Weslley Galzo, repórter e setorista do STF (Supremo Tribunal Federal) pelo jornal "O Estado de S. Paulo".

Política