PUBLICIDADE
Topo

Política

Conteúdo publicado há
1 mês

Pablo Marçal rebate ataques de Silas Malafaia: 'Pessoa desbaratinada'

Pablo Marçal, o pré-candidato a Presidência pelo Pros - Reprodução
Pablo Marçal, o pré-candidato a Presidência pelo Pros Imagem: Reprodução

Do UOL, em São Paulo

27/05/2022 18h28

Em vídeo publicado ontem em seu canal do Youtube, o pré-candidato à Presidência, Pablo Marçal (PROS), rebateu ataques que Silas Malafaia fez a ele durante culto na Assembleia de Deus. O pastor chamou Marçal de "megalomaníaco" e "psicopata", ao que o coach e influenciador digital respondeu com ameaças de vazar informações privadas sobre Malafaia.

Xingando Malafaia de "pessoa desbaratinada", o pré-candidato do PROS afirmou que Malafaia estaria tirando o "dízimo do templo", ao dedicar tempo de seu culto para falar sobre ele. Além disso, Marçal defendeu-se negando tudo o que falou o pastor e afirmando que Silas é "o rei da dissuasão".

"Silas, se eu sou o rei da persuasão e você está incomodado, você é o rei da dissuasão, de tirar ideias das cabeças das pessoas. E elas não concordam com você, você não é o líder da igreja evangélica", afirmou.

Pablo Marçal utilizou diversos vídeos de Silas Malafaia, pedindo dízimo ou atuando como coach, para incorporar sua crítica ao pastor, líder da Assembleia de Deus Vitória em Cristo. Também critica apoio de Silas a Lula em 2002, chamando o petista de "o maior ladrão da história do Brasil".

"Já apoiou tanta gente, né? Hoje, você apoia alguém que ama ditadores. Deus não te falou alguma coisa? O problema seu é que você é um covarde por não obedecer um chamado", disse Marçal, referindo-se a Bolsonaro.

"Você fica na barra da saia de todo mundo e, ano que vem, vai querer andar na minha", afirmou o coach.

Marçal ameaçou o pastor, caso continuasse falando dele

Durante o vídeo, o influenciador digital ameaçou Silas Malafaia diversas vezes, afirmando que iria revelar informações privadas sobre o pastor, como "seu grau de maçonaria" e o golpe de bitcoin supostamente aplicado pelo sócio de Malafaia, Francis Silva.

"A próxima vez que meu nome for colocado ou você dirigir qualquer coisa a mim, principalmente durante um culto, vou mostrar para a nação seu grau de maçonaria, vou mostrar golpe de bitcoin, porque você tem sócio que deu rombo de bilhão no país, vou mostrar para as pessoas o que realmente é o Silas".

Por fim, o pré-candidato Pablo Marçal afirmou que iria revelar o motivou pelo qual a esposa de Silas Malafaia "só fazia tratamento nos Estados Unidos", acusando o pastor de fazer algo contra sua parceira.

"Ousa falar do meu nome de novo, Silas, vou falar para o Brasil inteiro, para todos os pastores saberem o porque sua esposa só fazia tratamento nos Estados Unidos, por uma coisinha que você andou fazendo contra ela", apontou Marçal.

Silas prometeu responder a esses rebates

Ontem, o pastor afirmou que iria responder às acusações e críticas que Pablo Marçal teceu em seu vídeo. Sobre isso, Marçal comentou que continua respeitando o pastor e pediu para sua audiência ser "benevolente" a Silas Malafaia.

Mais cedo hoje, em seu Twitter, o líder evangélico publicou que logo estaria postando a sua resposta, além de xingar Marçal de "canalha".

Política