PUBLICIDADE
Topo

Política

Conteúdo publicado há
1 mês

Câmara convida Queiroga para explicar papel de filho em liberação de verbas

Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, em audiência no Senado - Roque de Sá/Agência Senado
Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, em audiência no Senado Imagem: Roque de Sá/Agência Senado

Do UOL. em São Paulo

28/06/2022 14h25Atualizada em 28/06/2022 14h45

O ministro da saúde, Marcelo Queiroga, recebeu convite da Comissão do Trabalho, Administração e Serviço Pública da Câmara dos Deputados para prestar explicações sobre qual seria o papel do filho, Antônio Cristovão Neto, na liberação de verbas da pasta e do Fundo Nacional da Saúde.

Queiroga não é obrigado a aceitar o convite e participar da audiência na Câmara. Desde o início do ano, Queiroguinha, como é conhecido o filho do ministro, participou de pelo menos cinco cerimônias ao lado do pai para anunciar a liberação de dinheiro público para cidades da Paraíba, segundo levantamento do jornal O Globo.

No começo de junho, o deputado federal Bira do Pindaré, líder do PSB, protocolou na PGR (Procuradoria-Geral da República) um pedido de abertura de processo para investigar o ministro da Saúde e o filho por suspeita de improbidade administrativa e infração à legislação eleitoral.

Uma semana depois, o deputado Alexandre Padilha (PT-SP) protocolou um pedido de informações ao Ministério da Saúde. "O ministro de Bolsonaro deveria estar mais preocupado com o futuro dos filhos e filhas de quem morreu de covid-19, do que com o futuro do seu próprio filho", disse o congressista.

A representação junto ao órgão ocorre após o jornal O Globo ter afirmado que Queiroguinha usaria o livre acesso que tem ao gabinete do ministro para intermediar demandas de municípios da Paraíba, estado no qual é pré-candidato a deputado federal pelo PL, partido do presidente Jair Bolsonaro.

Política