Conteúdo publicado há 5 meses

Após convidar Bolsonaro, Milei diz que Lula 'será bem-vindo' em sua posse

Javier Milei, disse na noite desta quarta-feira (22) que Lula (PT) "será bem-vindo" caso decida comparecer à sua posse na Argentina.

O que aconteceu

"Se Lula quiser vir à minha posse será bem-vindo. Ele é o presidente do Brasil", disse Milei durante entrevista ao canal argentino Todo Notícia.

Sem citar os ataques feitos a Lula, Milei reconheceu que "houve curtos-circuitos na campanha". Ele já se referiu ao petista como "ladrão", "comunista furioso" e "ex-presidiário".

Diana Mondino, cotada para assumir o Ministério das Relações Exteriores, revelou o desejo de ter Lula na posse de Milei, marcada para 10 de dezembro. "Vamos convidar Lula para vir à posse. O Brasil e a Argentina sempre estiveram juntos e sempre trabalharão juntos", disse, na contramão de outras declarações.

Milei é crítico de Lula e amigo de Eduardo Bolsonaro

Milei fez ataques a Lula durante a corrida pela Casa Rosada, além de ter convidado o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) para a cerimônia. Milei venceu com 55,6% dos votos, enquanto Sergio Massa obteve 44,3% das urnas.

No lado brasileiro, o presidente Lula afirmou que "não tem de ser amigo" de presidentes de países vizinhos, só tem de haver uma relação republicana entre eles. Sem citar o eleito na Argentina, Lula disse que a América do Sul "está vivendo algumas confusões" e que é preciso "chegar a um acordo".

A ida do presidente Lula à posse do presidente eleito da Argentina, Javier Milei, seria embaraçosa para todos os presentes. A avaliação é de Marcos Azambuja, ex-embaixador do Brasil na Argentina.

Lula também indicou que tentaria fechar o acordo entre Mercosul e União Europeia antes da posse de Milei. O brasileiro teme que a eleição do candidato de extrema direita, que é contra o Mercosul, atrapalhe o desenvolvimento das negociações.

Continua após a publicidade

Após a vitória em segundo turno neste domingo (19), Lula parabenizou Javier Milei. O presidente do Brasil disse que a democracia e a vontade da maioria dos argentinos devem ser respeitadas.

Javier Milei é apoiador declarado de Jair Bolsonaro (PL) e amigo do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PL-SP). O filho 03 do ex-presidente viajou a Argentina para acompanhar de perto o primeiro turno das eleições no país.

Deixe seu comentário

Só para assinantes