Conteúdo publicado há 3 meses
OpiniãoPolítica

Sakamoto: Dino não poderá ser 'vingador' em sabatina, mas vai passar fácil

A indicação de Flávio Dino ao STF deve ser aprovada "com facilidade" na sabatina do Senado, marcada para 13 de dezembro, avaliou o colunista do UOL Leonardo Sakamoto em participação no UOL News desta terça (28).

Sakamoto afirmou, porém, que não se espera uma postura provocativa do atual ministro da Justiça, já adotada em ocasiões anteriores, ao responder às perguntas de parlamentares bolsonaristas.

Passará fácil, sem problemas. É claro que ele passará um calorzinho lá e não poderá vestir a fantasia de 'Dino Vingador', como já fez, mas também não levará desaforo para casa. Responderá a tudo de uma maneira tranquila. A oposição bolsonarista no Senado não terá o que fazer.

Dino é uma pessoa com diálogo muito bom com partidos do centro e com diversas denominações políticas. É detestado pelo bolsonarismo raiz, que é minoria no Senado. Ele não terá grandes problemas. Temas quentes virão, como a visita da esposa de um líder do Comando Vermelho ao ministério da Justiça, o 8/1 e a morte do preso na Papuda. Dino é bom em comunicação e tem conteúdo, inclusive jurídico. Leonardo Sakamoto, colunista do UOL

Sakamoto se referiu a uma audiência no Senado em maio, quando Dino ironizou o senador Marcos do Val, que disse ser membro da Swat, unidade de polícia especial dos EUA, e acusou Dino de omissão nos atos golpistas de 8 de janeiro. O ministro da Justiça respondeu: "Se o senhor é da Swat, eu sou dos Vingadores. O senhor conhece? Capitão América, Homem-Aranha?".

Ao comentar sobre a expectativa para o embate entre Sergio Moro (União Brasil-PR) e Dino na sabatina, Sakamoto disse que o senador deve provocá-lo, mas com uma certa dose de "inveja".

Assim como fez com [Cristiano] Zanin, Moro deve dar aquela cutucada, que é um misto de uma tentativa de gerar algum constrangimento e de uma certa inveja. Moro queria estar no lugar do Zanin e do Dino, mas ele confiou no Bolsonaro e os dois se divorciaram. Eles se reaproximaram depois, mas o Bolsonaro não o indicou [ao STF]. Leonardo Sakamoto, colunista do UOL

Sakamoto: Tarcísio alimenta greves futuras ao falar em punição a grevistas

Continua após a publicidade

Ao comentar a greve do Metrô e da CPTM, Sakamoto disse que o governador de São Paulo Tarcísio de Freitas dá motivos para novas paralisações ao falar em punir grevistas.

Cabe aos dois lados, após esta paralisação, abaixar as armas e ir para o diálogo. Anunciar que haverá punição a grevistas durante uma greve é pedir para continuar havendo paralisações no futuro. O pessoal sairá em defesa dos seus colegas e veem nisso a defesa do seu próprio emprego. Essa declaração do Tarcísio alimenta ainda mais a insatisfação entre os grevistas e está grávida de outras paralisações. Leonardo Sakamoto, colunista do UOL

O UOL News vai ao ar de segunda a sexta-feira em duas edições: às 10h com apresentação de Fabíola Cidral e às 17h com Diego Sarza. O programa é sempre ao vivo.

Veja a íntegra do programa:

Quando: De segunda a sexta, às 10h e 17h.

Continua após a publicidade

Onde assistir: Ao vivo na home UOL, UOL no YouTube e Facebook do UOL.

Opinião

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes

As mais lidas agora