'Deepfake' de Lula engana sobre dinheiro esquecido, alerta Secom

A Secretaria de Comunicação do Palácio do Planalto alertou para a circulação de um vídeo falso do presidente Lula (PT) supostamente divulgando um sistema de saque de valores esquecidos.

O que aconteceu

A montagem de Lula aparece falando sobre um suposto "alerta" para o fim do prazo de resgate de valores esquecidos. A referência feita é ao Sistema de Valores a Receber, do Banco Central, que existe e está operante —mas as informações apresentadas são falsas.

O vídeo falso usa a técnica de "deepfake", que utiliza de computação gráfica para reproduzir a voz ou alterar trejeitos em um vídeo a fim de torná-lo mais realista.

"Criminosos virtuais utilizam o Sistema de Valores a Receber como isca para aplicar golpes", afirmou a Secom em um comunicado.

Ao acessar o link do golpe, as vítimas são induzidas a divulgar dados pessoais. Os criminosos prometem cashback de compras feitas com cartão de crédito, mas nenhuma das opções é verídica, diz a Secom.

O alerta ressalta que o sistema do Banco Central é gratuito, e que não existem contatos para confirmação de senha ou dados pessoais. Veja como consultar o sistema correto do BC e solicitar o dinheiro esquecido.

O UOL Confere também descobriu uma outra página falsa referente ao sistema do Banco Central. Uma publicação que circula no Facebook não ensina a resgatar dinheiro do serviço, mas leva a um site fraudulento, que simula uma página do governo.

Criminosos virtuais utilizam o SRV como isca para aplicar golpes. A partir da promessa do resgate do dinheiro nas contas, eles criam sites falsos, apps forjados e chatbots que ora induzem a pessoa a colocar os próprios dados em um cadastro, ora cobram uma taxa indevida da pessoa. Golpistas prometem inclusive retorno de valores de compras com cartão de crédito, o que não é possível nem pelo SRV e nem pelo Banco Central.
Secom após vídeo com deepfake de Lula circular na internet

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes