PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
1 mês

Urso polar 'problemático' da Groenlândia está ameaçado de morte

Imagem ilustrativa de urso polar; na Groenlândia, animal atacou equipe de documentaristas que estava em estação - Paal Uglefisk Lund
Imagem ilustrativa de urso polar; na Groenlândia, animal atacou equipe de documentaristas que estava em estação Imagem: Paal Uglefisk Lund

03/08/2021 14h31Atualizada em 03/08/2021 15h24

Um urso polar "problemático" está ameaçado de morte caso se aproxime novamente de uma estação no nordeste da Groenlândia, onde atacou uma equipe de documentaristas, relataram militares dinamarqueses.

Na madrugada de segunda-feira, o animal conseguiu enfiar sua cabeça por uma janela mal fechada de um centro de pesquisas onde a equipe de filmagem estava hospedada, a uma distância de 400 metros da pequena base militar de Daneborg.

De acordo com o relato do "Comando Ártico", a unidade dinamarquesa estacionada no local, o urso mordeu um dos três homens na mão antes que a equipe conseguisse assustá-lo com suas armas de alarme.

Transferido imediatamente para a base militar, o documentarista ferido teve de ser levado para Akureyri, na Islândia.

O animal, ao qual já foram atribuídos cinco incidentes, voltou ao local horas depois e também na noite de segunda para terça, quando conseguiu quebrar uma janela da instalação.

"As autoridades locais classificaram-no como um 'urso problemático', o que autoriza que seja abatido se retornar", disse o Comando do Ártico em um comunicado.

O incidente ocorre logo após o nordeste da Groenlândia sofrer uma onda de calor, com temperatura recorde na região de 23,4ºC.

Especialistas apontam que o recuo da bolsa de gelo, local de caça aos ursos polares, obriga-os a permanecer mais tempo em terra e provoca problemas de desnutrição que ameaçam a espécie, já classificada como vulnerável.

Embora sejam raros, os incidentes com humanos aumentam à medida que os ursos se aproximam cada vez mais de núcleos habitados em busca de alimento, de acordo com autoridades e responsáveis pelo meio ambiente.

De acordo com um estudo publicado na Nature Climate Change em julho de 2020, esses icônicos plantígrados brancos do Ártico, atualmente com 25 mil animais, estão ameaçados de extinção por volta de 2100.

map/dbh/mb/ap

Internacional