PUBLICIDADE
Topo

Kennedy Alencar

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Com ato para 4 mil, Lula lança pré-candidatura em clima de diretas já

Conteúdo exclusivo para assinantes
Kennedy Alencar

O jornalista Kennedy Alencar é correspondente e comentarista da rádio CBN em Washington. Começou sua carreira em 1990 na ?Folha de S.Paulo?, onde foi redator, repórter, editor da coluna ?Painel? e enviado especial às guerras do Kosovo e Afeganistão. É autor do livro ?Kosovo, a Guerra dos Covardes? (editora DBA). Na RedeTV!, apresentou durante cinco anos o programa de entrevistas ?É Notícia? e mediou os debates presidenciais de 2010 e municipais de 2012. Estreou como comentarista da rádio CBN em 2011. Criou o "Blog do Kennedy" em 2013. Trabalhou no SBT entre 2014 e 2017. É produtor-executivo e roteirista do documentário ?What Happened to Brazil?, realizado para a BBC World News. Com uma versão em português intitulada ?Brasil em Transe?, o documentário retrata a crise que começa nas manifestações de junho de 2013, passa pelo impacto da Lava Jato e do impeachment de Dilma na política e na economia e resulta na eleição de Bolsonaro.

Colunista do UOL

03/05/2022 15h15Atualizada em 03/05/2022 20h40

O lançamento da pré-candidatura de Lula pretende reeditar o clima de "diretas já" e de frente ampla que ocorreu no Brasil em 1984 e 1985, quando acabou a ditadura militar de 1964. Lula fará uma espécie de manifesto ao Brasil, falando em reconstrução e união nacional, a exemplo do que aconteceu na redemocratização, quando adversários se aliaram para derrotar a ditadura.

O texto do manifesto abordará o cenário de dificuldade que o próximo governo enfrentará devido à destruição de políticas públicas na administração de Jair Bolsonaro. A economia, com foco em medidas para os mais pobres, terá lugar de destaque nas falas de Lula e Alckmin.

No PT, evita-se falar em uma segunda Carta ao Povo Brasileiro, documento lançado em 2002 para acalmar o mercado financeiro e o empresariado. A ideia é tratar as falas de sábado como um pronunciamento ao país, elencando pontos de um futuro programa de governo.

A chapa Lula-Alckmin será anunciada como pré-candidatura por respeito à legislação eleitoral. O ato terá 4.000 convidados, entre políticos em geral, pré-candidatos nos estados, artistas, empresários, sindicalistas e representantes da sociedade civil. O lançamento acontecerá no Expo Center Norte, às 10h deste sábado, dia 7 de maio.

Sete partidos se aliarão oficialmente: PT, PSB, PC do B, PSOL, Rede, PV e Solidariedade. Representantes de outros partidos, como PSD, Avante e MDB, também foram convidados para o ato de sábado.