PUBLICIDADE
Topo

Madeleine Lacsko

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Para Lula, eleição é competição de biografias

só para assinantes
Madeleine Lacsko

Madeleine Lacsko é jornalista desde 1996. Participa dos think tanks Instituto Montese pela defesa da democracia e Sociedades Digitais e Relações de Poder, da GoNew.Co. Atuou como Consultora Internacional do Unicef Angola na campanha que erradicou a pólio no país, diretora de comunicação da Change.org para a América Latina, assessora no Supremo Tribunal Federal e do presidente da Comissão de Direitos Humanos da Alesp. Trabalhou na Jovem Pan, Antagonista, CCR e Gazeta do Povo.

Colunista do UOL

05/08/2022 19h50

Na Live UOL desta sexta-feira (05), falei sobre o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que afirmou, em São Paulo, que a eleição presidencial "não está ganha".

"Sei que não é uma eleição fácil. Não é uma eleição que já está ganha. Se vocês quiserem mudar esse país, temos 59 dias. E a gente não pode descansar um dia", afirmou Lula durante evento com profissionais da saúde pela defesa do SUS (Sistema Único de Saúde).

Como tem feito em seus discursos, o petista —que aparece em primeiro lugar nas pesquisas de intenção de votos, à frente do atual presidente, Jair Bolsonaro (PL)— disse que não "falta experiência" para ele nem para seu vice, o ex-governador paulista Geraldo Alckmin (PSB). Ele, porém, não falou sobre seu programa de governo.

O discurso vazio reforça o desrespeito de Lula para com seus eleitores, que têm o direito de conhecer seus planos e propostas. Com a postura, o petista mostra que, para ele, a eleição não vai além de uma competição de biografias.

Na Live UOL de hoje, falamos também sobre a ideia de Jair Bolsonaro (PL) de tornar o roubo de celular um crime hediondo, sobre o medo do presidente de ser preso quando deixar o governo e sobre a escolha da vice-prefeita de Salvador, Ana Paula Matos, como vice de Ciro Gomes (PDT).

Ao lado de Felipe Moura Brasil, debato os principais assuntos do país diariamente, das 17h às 18h, com transmissão ao vivo nos perfis do UOL no YouTube, no Facebook e no Twitter.